10 dicas para tirar foto com celulares para levar na mochila

fotos com celular
fotos com celular
photo credit: Jordi Chueca via photopin cc

Na correria do dia-a-dia, fica impossível carregar uma câmera DSLR na bolsa ou na mochila,
Fora o risco de ser roubado, geralmente estas são grandes e possuem um custo alto, logo, não cabem no bolso da maioria pessoas.

Mas e o meu celular também tira foto?
Não tenho intenção em ser fotógrafo profissional, será que a câmera do meu celular quebra um galho?

Caso sua resposta tenha sido SIM para as 2 questões acima, vai algumas dicas de como conseguir boas fotos com seu celular. Independente do conhecimento técnico, pegue o celular e mãos a obra, isto é, dedos aos cliques.

1-      O dispositivo

Há muitos dispositivos no mercado, apresentaremos os mais acessíveis em termos de custo beneficio

Nokia Lumia 520

O Nokia Lumia 520 vem com um processador de dois núcleos de 1 GHz, Windows Phone 8 e tela sensível ao toque, que funciona até mesmo com luvas ou unhas.

design compacto
Nokia Lumia 520

A partir de  R$ 470,80

Smartphone Sony Xperia

Além da função Dual Chip, esse belo smartphone possui uma série de recursos para facilitar o seu dia a dia. Com Android 4.0, você poderá sempre se manter conectado e por dentro das novidades e ainda terá à disposição milhares de jogos e aplicativos, Wi-Fi, 3G, Bluetooth, câmera com 3.2 megapixels, Processador 1Ghz, GPS, HD Voice para melhorar a qualidade das suas chamadas, aplicativo para gerenciar o custo das suas ligações e muito mais!

smartphone
Sony Xperia

A partir de  R$ 470,80

GALAXY mini GT-S5570

O Samsung GALAXY mini apresenta grande produtividade e desempenho num design compacto, cheio de personalidade. Encorajado por uma faixa de cor vistosa na parte lateral, este smartphone mantém-no ligado a tudo o que interessa na sua vida.

galaxy-mini
Samsung Galaxy Mini

A partir de  R$ 382,41

2-      Pratique, pratique e continue praticando
O celular sempre está com você, não é mesmo?
Aproveite para tirar o máximo de proveito, tire foto de pequenos detalhes, paisagens e amigos, utilize-as de modo que consiga comunicar-se apenas através de um clique.

graffiti
photo credit: Aaron Nather via photopin cc

 

3-      Tire foto de perto ou arrisque uma foto ruim
Um problema das câmeras dos celulares é a falta de estabilização das fotos, ao utilizar zoom demais, a foto geralmente fica estremecida ou perde nitidez.
Busque sempre tirar fotos próximas, sem que tenha utilizar o recurso do zoom toda vez.
Como regra geral, fique a um ou dois passos do tema e tire algumas fotos para que possa escolher a melhor.

 

macro
photo credit: paurullan via photopin cc

4-      Fotografe sempre no nível dos olhos
Uma boa dica para conseguir uma boa foto, sem utilizar nenhum recurso da câmera. Ajuste a lente na altura dos olhos, para conseguir um close de um sorriso bonito ou um olhar encantador.

close
photo credit: OpalMirror via photopin cc

5-      Cuidados com a iluminação para não queimar o filme
Sem luz adequada, as chances de suas fotos ficarem ruins são grandes.
Procure ambientes bem iluminados, a luz do dia é um ótimo recurso para fotos impactantes e com cores vivas. Caso esteja desprovido de um ambiente aberto, certifique-se que há luz o suficiente para não ter dor de cabeça mais tarde.

 

foto-arte
photo credit: jazamarripae via photopin cc

6-      Buscar por um fundo simples é o mesmo que não correr riscos com objetos não identificados
Brincadeiras a parte, eis uma boa maneira de não errar na hora de fotografar, certifique-se sempre do fundo em que o tema será fotografado, evite árvores com galhos estranhos, objetos estranhos nas fotos e rótulos de marcas. Nem todos gostam de fazer publicidade gratuitamente.

fundo
photo credit: JaulaDeArdilla via photopin cc

7-      Brinque com os ângulos
Sabe aquela foto que você tirou com um tema centralizado?
Esqueça-a de uma vez por todas, tente tirar fotos em vários ângulos, vertical, horizontal e diagonal, compare as fotos e observe como é fotografar através de um novo olhar , procure aprender a regra dos terços, a qualidade da composição de suas fotos vai decolar, pode ter certeza!

foto
photo credit: Jiuck via photopin cc

8-      Defina resolução alta para as fotos e tenha mais qualidade
Se você pretende imprimir alguma fotografia, certifique-se de que esteja configurada com no mínimo 3MP, pois se a câmera estiver configurada no modo VGA, seu trabalho está perdido.

fotografia
photo credit: Putatriat via photopin cc

9-      Mantenha o tema parado ou morra
Parece brincadeira de mal gosto, mas ao clicar para tirar a foto, tente não tremer.
Pois se balançar, a foto ficará desfocada, isso quer dizer, foto com o motivo embaçado, logo sinônimo de foto ruim.

detalhes
photo credit: jampa via photopin cc

10-  Apps que podem salvar o rolê

HDR FX: De acordo com a descrição no Google Play, com os ajustes certos, é possível conseguir resultados profissionais, possivelmente semelhante a fotografias de câmeras profissionais HDR. Disponível para Android, e IOS.

ADOBE PHOTOSHOP EXPRESS – Permite cortar, colocar filtros, otimizar a imagem.
Disponível para Android e IOS.

INSTAGRAM – Além de ser uma comunidade de compartilhamento de fotos, o aplicativo permite que você ajuste suas imagens antes de compartilhá-las. Disponível para Android, IOS e Windows Phone


COLOR SPLASH FX
– Permite deixar áreas especificas da foto colorida ou PB. É um app que permite usar a imaginação e brincar com cores e texturas em um mesmo arquivo. Disponível para Android, IOS e Windows Phone.

Espero que com estas dicas, tirar fotos com celulares, seja algo mais fácil, prazeroso e  divertido.

O que você pode aprender sobre fotografia com Jasper James

design-artes-jasper-james

Múltiplas exposições para obter efeitos de silhuetas?
Será esta técnica utilizada pelo grande fotógrafo Jasper James?

design-artes
Jasper James

Um caminho de mão dupla para obter-se este feito, pois é muito experimental na fotografia, apesar de profissionais dominarem esta técnica com destreza, nem todos conseguem obter fotografias impactantes.
Entretanto A técnica do fotógrafo Jasper James, de Beijing/Londres, era sobrepor os retratos com as paisagens urbanas usando luz e um espelho refletor!

duofox-forma-projetos
Jasper James

Embora Jasper James possua técnica apurada em dupla exposição, nesta série chamada City Silhouettes, ele explora com olhar mais intimista, vários ângulos, através de jogos de luzes e espelhos, de forma que ilustre a silhueta das pessoas e as sobrepõem, em paisagens urbanas, perspectivas e  projeções antes nunca abordadas deste olhar, mais pessoal e menos fotógrafo.
Brincando com a curiosidade que possuímos, que com o passar do tempo perdemos. Mais um motivo para conhecer o trabalho deste grande fotógrafo clicando aqui.

Figuras de linguagem, como entendê-las assistindo apenas um anúncio?

figuras de linguagem
More eyes, less surprises. Mitsubishi Pajero.
More eyes, less surprises. Mitsubishi Pajero.
Advertising Agency: Africa, São Paulo, Brazil
Creative Directors: Sergio Gordilho, Flavio Waiteman, Humberto Fernandez, Rafael Pitanguy
Art Director: Bernardo Romero
Copywriters: Ricardo Dolla, Rafael Pitanguy
Photographer: Platinum FMD, Paulo Mancini
Published: Novermber 2010

Mas o que é essa tal da figura de linguagem?
São recursos usados pelo falante para realçar a sua mensagem.
Podem relacionar-se com aspectos semânticos, fonológicos ou sintáticos das palavras afetadas. É muito usada no dia-a-dia das pessoas, nas canções e também é um recurso literário.(fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Figura_de_linguagem)

Alguns exemplos:

  • Minha vida era um palco iluminado (…) (metáfora)
  • Já disse mais de um milhão de vezes! (hipérbole)
  • As velas do Mucuripe / vão sair para pescar.1 (Metonímia)
  • O Presidente da República faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei (…) (silepse)
  • O único sentido oculto das coisas é elas não terem sentido oculto nenhum. (paradoxo)
  • Ouviram do Ipiranga as margens plácidas (…) (hipérbato)

Adorada pelos publicitários as figuras de linguagem mais utilizadas no dia-a-dia da profissão: são a rima, o ritmo, a aliteração e a paronomásia.

Porém, a rima foi a figura de linguagem mais utilizada no início da publicidade brasileira. Seu uso se dava graças à facilidade de memorizar que ela acrescentava a frase. Ainda hoje, sua eficácia é percebida, pois a rima continua sendo muito utilizada em anúncios e peças publicitárias.

No início do século XX, surgiu, no Brasil, a necessidade de criar anúncios que atraíssem o público com maior eficácia. Entretanto, não havia profissionais especializados em publicidade. Logo, para suprir essa necessidade, os poetas invadiram o mercado da propaganda como os profissionais pioneiros da redação publicitária (REIS, 2006).

Alguns poetas que participaram dos textos publicitários em suas épocas foram: Casimiro e Abreu, Emilio de Menezes, Hermes Fontes, Guimarães Passos, Basílio Viana, Lopes Trovão, Monteiro Lobato, Bastos Tigres e Olavo Bilac, que, de todos, foi o que mais contribuiu para a publicidade brasileira. Essa participação dos poetas popularizou e diferenciou a propaganda nacional do formato utilizado pelo resto do mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, as mensagens publicitárias eram secas, com o único intuito de vender (REIS, 2006).

Alguns exemplos de figuras de linguagem:

Ah! Venham fregueses!
E venham depressa!
Que aqui não se prega           
Nem logro, nem peça.
(Café Fama de Casimiro de Abreu)

 

Aviso a quem é fumante
Tanto o Príncipe de Gales
Como o Dr. Campos Sales
Usam Fósforo Brilhante.
(Fósforo Brilhante de Olavo Bilac)

 

Se é Bayer, é bom.
(Bayer de Bastos Tigre)

Como no  anúncio da ZAP Imóveis, site de anúncios do Grupo Estado. Do ponto de vista da redação publicitária, ele abusa das figuras de linguagem: a metáfora, na “casa” do pássaro sendo comparada às nossas casas, como se nós fossemos pássaros; e a prosopopeia, por utilizar animais irracionais como protagonistas racionais, falando e agindo como seres humanos. Apesar da utilização das figuras de linguagem ser assídua na publicidade, elas foram muito bem empregadas, com um texto e uma produção criativos, marcantes e simpáticos. Veja abaixo:

Ficha Técnica:

FILME
Título: João
Cliente: Zap SA Internet
Produto: Imóveis
Agência: NBS
Diretor de Criação: Pedro Feyer e André Lima
Criação: Cássio Faraco e Giuliano Cesar
Atendimento: Alexandre Grynberg, Ana Coutinho e Beatriz Molinari
Planejamento: Gisela Toledo, Rodrigo Néia e Vitor Amos
RTV: Bia Traldi
Aprovação Cliente: André Molinari, Eduardo Schaeffer e Glaucia Tacaoca
Produtora: Sentimental Filmes
Direção: Camila Faus
Direção de Fotografia: Ted Abel
Atendimento Produtora: Wander Damiani
Montagem / Edição: Rami Aguiar
Produtora de Áudio: Panela

O que Responsive Design e Art Nouveau tem em comum?

Mucha
Mucha
Fonte:wikipédia

Arte Nouveau não só influenciou as artes gráficas, arquitetura e pintura, como continua nos influenciando nos dias de hoje. Com raízes no romantismo e no simbolismo , a Art Nouveau (1894-1914) é um estilo basicamente ornamental, caracterizado por linhas sinuosas e onduladas, florais, adornos e videiras. Ela pode ser vista nos trabalhos de Gustav klimt Henri de Toulouse-LautrecAntonio Gaudi e Hector Guimard, que foi o arquiteto e designer das entradas do metrô parisiense.

Chamada Jugendstil ( na Alemanha ) , Sezessionstil ( na Áustria ), Art Nouveau quebrou regras e abandonou referências históricas para favorecer a criação de um Design de alto nível e de estilo majestoso, unificando todas as artes e suas sutilezas em prol de um estilo orgânico e inspirado na natureza.

Na arquitetura foi utilizada em grandes janelas, arcos e portas, com molduras decorativas, crescendo em formato de plantas, harmonizando suas formas organicamente. Já nas artes gráficas impulsionaram rótulos, propagandas, pôsteres, revistas entre outros, altamente inspirados pela arte japonesa.

Assim como o Art Nouveau foi funcional em vários aspectos, sem perder estilo e beleza, em suas diversas aplicações (sendo estas pinturas, litografia ou mesmo na arquitetura) vivemos em uma época em que o design está mudando em aspecto e dimensões, sendo versátil e cada vez mais útil em nossas vidas.

Você já ouviu falar de Responsive Design?

Na web, já faz um bom tempo, que deixamos de visualizar os sites através de computadores, entretanto surgiram tantos dispositivos e resoluções diversificadas (Tablets, Smartphones e E-readers) que ficaria impossível criar um layout para cada resolução, sem que o designer fosse parar em um hospício.

Entretanto, estas evoluções tecnológicas, facilitaram muito as nossas vidas, entre elas podemos facilmente citar: ler e-mails, comprar e pagar sem ter que correr para fila do banco (o que não é tarefa das mais fáceis).

O Responsive Design veio para sanar este problema, ao invés de criar inúmeros layouts, o foco é programar um site de maneira que seus elementos se adaptem automaticamente à tela do dispositivo no qual é acessado.

Dentre muitas características estão:
• Adaptar o layout da página à resolução em que está sendo visualizada, lembrando que em  interfaces Touch Screen, o famigerado Mouse é o dedo humano, e o comportamento na navegação é algo inovador e intuitivo.

• Redimensionamento de imagens, tratando-se celulares e tablets, para não sobrecarregar os dados e deixar o carregamento dos sites uma carroça

Simplificar elementos da tela para dispositivos móveis ao máximo, uma vez que o usuário, possui menos tempo e dedica menos atenção durante a navegação.

Vale a pena destacar, que cada projeto possui uma necessidade especifica.
E Responsive Design não funciona muito bem como uma receita de bolo.
Briefing com maior número de informações possíveis, wireframes bem construídos, teste A/B, interface amigável ao usuário e bom senso são dicas preciosas na hora de começar esta empreitada.