Improvisado convida Guizado no 13º Festival de Inverno de Bragança Paulista

guizado-duofox

guizado-duofoxShow incrível que contou com a abertura de Bruno Governatori, a apresentação maravilhosa para quem gosta de jazz. Aliás a casa da cultura de Bragança Paulista é um espetáculo em si, que dispensa comentários.

Na sequência Trio formado por Marcelo Castilha, Pedro Ito e Meno del Picchia, O Improvisado com sonoridade peculiar, onde os músicos brincavam com texturas e ritmos como um cientista experimenta fórmulas com seus tubos de ensaio, com uma mistura de classic jazz, bebop e música eletrônica.

Misturando música com intervenções visuais, o Trio Improvisado, ainda nos trouxe dois grandes músicos como convidado o músico paulistano Guizado, trompetista de destaque na cena instrumental de SP e o guitarrista Victor Rolfsen, dono de uma técnica de digitação incrível e velocidade estonteante na guitarra.

Confira abaixo:

Charles Mingus e a inovação no contrabaixo do Jazz moderno

charles-mingus

charles-mingus

Falar de Charles Mingus chega soar pretensioso, deveria começar ouvindo Charles Mingus.
Sem dúvida, é um dos maiores baixistas do Jazz moderno, aprendeu a tocar ainda criança, tentou Cielo e Trombone, sem sucesso e decidiu-se pelo contrabaixo no colégio.

Na década de 50 só tocou com gente da pesada, Billy Taylor, Stan Getz, Art Tatum, Charlie Parker, Dizzy Gillespie, Bud Powell, Max Roach e Duke Ellington, a quem admirava muito.
Charles Mingus além músico incrível, era brigão de primeira classe e muito genioso, foi convidado a demitir-se da orquestra de Duke Ellington, por ter corrido com um machado de bombeiro atrás de um dos músicos da orquestra.

Sua obra-prima foi Pithecanthropus Erectus de 1956, disco que definiu como um dos grandes nomes do jazz, era uma pessoa tão controversa, que demitia os músicos no meio da música, chamando-os de incompetentes e logo em seguida os contratava novamente, para terminar a música.

Charles Mingus na turnê da Alemanha, simplesmente destruiu em todos os sentidos, terminava os shows xingando todos de nazistas, quebrando equipamentos em todos bares e casas de show que passou por lá.

Possuía um jeito peculiar de tocar o contrabaixo, com uma velocidade fora dos padrões, com raiva e energia excessiva, repleto de solos longos e complexos que fizeram Charles Mingus um dos monstros do Jazz ao lado de Davis, Parker e Coltrane. Em 5 de janeiro de 1979, faleceu vítima de esclerose amiotrófica.

Inigualável, conheça o trabalho de Charles Mingus:

Alex Ross – O mestre na ilustração dos quadrinhos

LJA

Acreditar nos sonhos é a chave para o sucesso, lição que podemos aprender com qualquer uma de suas histórias

Sempre acreditei que o atalho para leitura fosse os quadrinhos, aliás, comecei a defender esta ideia com mais convicção depois que passei dos 30. E quando você se depara com um desenhista, que utiliza pessoas de modelo, (da mesma forma em que eram pintadas as famosas Pin-ups), é quando acredito que os quadrinhos são mais eficazes em transmitir qualquer tipo de mensagem. Corrigindo minha citação anterior, Alex Ross é pintor norte-americano de mão cheia, os quadrinhos em que trabalha, são feitos na tela com tinta e pincel. Logo refletem uma humanidade nos super-heróis, que fazem com que estes se pareçam com cidadãos comuns transitando na rua.
aquaman

Com o Homem-Aranha, aprendi que com grandes poderes também chegam as grandes responsabilidades

Nos quadrinhos ilustrados por Alex Ross, o realismo domina. Os super-heróis possuem traços fotográficos, as vezes parecem saltar das páginas das revistas para as nossas as vidas. Alex Ross ficou conhecido através de trabalhos realizados para DC Comics e Marvel.
Obras-primas como Reino Do Amanhã, Marvels, Uncle Sam, Batman: Guerra ao Crime entre outras.
superman

Super-heróis são uma mistura de todas as formas de ficção – mito, ficção científica, mistério e magia – tudo em um pote gigante. Os melhores personagens encarnam virtudes que podemos tentar encontrar em nós mesmos.Alex Ross

 

Conheça o trabalho Do Alex Ross Aqui

Storm Thorgerson e suas capas para os álbuns do Pink Floyd

Não há como não gostar dos álbuns de Pink Floyd, aliás, as capas dos discos do Pink Floyd são excepcionais, ninguém pode negar.
E a capa de algumas outras bandas também, Led Zeppelin, Black Sabbath, Scorpions, Peter Gabriel, Genesis, Europa, Catherine Roda, Bruce Dickinson, Dream Theater, The Cranberries, The Mars Volta, Muse, Biffy Clyro e Rival Sons, ufa!!!Antes de ser um dos designers gráficos mais consagrados do rock and roll, era amigo de infância do Syd Barrett e de Roger Waters.

 animals

Quem é Storm Thorgerson?

Thorgerson tem origem norueguesa, estudou Cinema e Televisão no Royal College of Art, também era amigo do David Gilmour, inclusive foi seu padrinho de casamento. Talvez uma de suas capas mais famosas são para o Pink Floyd. Seu projeto para The Dark Side of the Moon tem sido uma das maiores capas de álbuns de todos os tempos. Desenhado por Thorgerson e Hipgnosis, no geral seus trabalhos são repletos de elementos surreais, a maior parte das vezes, objetos tradicionais colocados fora de sua realidade, criando uma perspectiva de estranheza e beleza as suas capas.

 mars volta

 Como chegou lá?

Em 1968, junto com Aubrey Powell fundou o grupo de Design gráfico Hipgnosis, onde foram criadas inúmeras capas de discos, para Pink Floyd, T. Rex, The Pretty Things, UFO, 10cc, Bad Company, Led Zeppelin, AC / DC, Scorpions, Yes, Def Leppard, Paul McCartney, The Alan Parsons Project, Genesis, Peter Gabriel, ELO, Rainbow, Styx, XTC e Al Stewart. Em 1983 a Hipgnosis foi dissolvida, depois vieram Greenback Films, produzindo vídeos musicais e por último StormStudios.

 phish

Conheça o trabalho de Storm Thorgerson

David Carson, o designer gráfico surfista

pearl jam

Se você gosta de surf e costumava ler a Revista Trip, com certeza você gosta do David Carson e não sabe. Pois ele foi designer gráfico que deu movimento para as fotos repletas de ondas e palavras caindo do texto, distorcidas e retorcidas, com sua tipografia grunge fez inúmeras capas de revistas, discos e livros.

johnnycash

Quem é David Carson?

David Carson é um designer gráfico americano, famoso por ter sido diretor de arte da revista Ray Gun e ex-surfista profissional, oitavo no ranking mundial na década de 70. Formado em sociologia, foi professor de sociologia de 1982 a 1987. Muito conhecido por seu estilo tipográfico grunge. Trabalhando para várias bandas como Nine Inch Nails, Bush e David Garza.

NIN

Como chegou lá?

Depois de fazer curso design gráfico de 3 semanas na Suíça, Carson se especializou e começou a trabalhar na área de design editorial. Tornou-se diretor de arte para várias revistas, incluindo Transworld Skateboarding e sua publicação irmã Transworld Snowboarding.

pumpkins

Carson mais tarde fundou sua própria agência criativa, David Carson Design, e começou a produzir trabalho para Ray Ban, Nike, Microsoft, Budweiser, Georgio Armani e Levis na década de 1990. Seus clientes mais recentes incluem AT & T, a British Airways, a Kodak, a Mercedes-Benz e MTV Global. Em seus últimos anos, Carson tem participado ativamente de palestras como TED.

Conheça o trabalho de David Carson: