Porque assistir Drive do diretor Nicolas Winding Refn?

Drive-duofox_f06 Pergunta fácil de ser respondida, num mar de filmes de ação sem história ou com histórias rasas, Drive destaca-se justamente pela simplicidade de sua história, direção de Nicolas Winding Refn (diretor do excelente Bronson) e com atuação Ryan Gosling e Carey Mulligan.

Ryan Gosling é um dublê sem nome. Na trama, entre trabalhos em Hollywood e em uma oficina mecânica, serve de motorista de fuga para quem contratar seus serviços como freelancer. Nunca questiona o trabalho, “faz o que precisa ser feito”. Entretanto quando decide ajudar o marido (Oscar Isaac) de sua bela vizinha (Carey Mulligan) em um assalto suspeito, o dublê se envolve num esquema sujo e injusto, se vê encurralado por seu código moral impiedosamente.

Drive-duofox_f05

E tudo roda em torno de Ryan Gosling, não representado como herói, mas como a própria justiça personificada. O “Piloto” lembra um personagem dos antigos clássicos de Hollywood, como um detetive Noir do filme Relíquia Macabra interpretado por Humphrey Bogart.

Outro ponto alto são as cenas de perseguição do filme parecem possíveis de serem realizadas no mundo real, e não apenas nas telas do cinema. Tirando aquela estética de filme impossível.
A fotografia dispensa comentários, o Ryan Gosling sempre aparece de forma icônica, aliás ele fala bem pouco no filme, como no ato inicial, onde seu personagem fica mais de 9 minutos sem soltar uma palavra e mesmo assim é espetacular sua atuação!

Se eu dirigir para você, terá seu dinheiro. Você me diz onde começamos, onde vamos e onde vamos depois. Eu te dou cinco minutos quando chegarmos lá. Qualquer coisa que acontecer nesses cinco minutos, eu sou seu. Não importa o que aconteça. Qualquer minuto antes ou depois e você está por conta própria. Eu não carrego uma arma. Eu dirijo.

Em resumo DRIVE, é um filme com uma estética dos anos 80, até a jaqueta ensanguentada com símbolo de um grande escorpião nas costas remete a outra época. É um filme com grande apelo visual, boas atuações e ótima direção, vale a pena conferir.

Oficina de Sticker com SHN no 11º Cardápio Underground – 2014

duofox-shn7

duofox-shn3

Sábado 20/09, participamos de um oficina de sticker com coletivo SHN, para quem não conhece o coletivo SHN foi criado em Americana, em 1998, vindo do Punk/HC, ou seja, da escola do faça-você-mesmo . Composto por André Ortega, Daniel Cucatti, Eduardo Saretta – também galerista e curador da Choque Cultural, Haroldo Paranhos, Kleber Botasso, Marcelo Fazzolin e Rogerio Fernandes aka CDR.

duofox-shn4

O SHN é conhecido por tiragens serigráficas, infinita quantidade de stickers, gravuras e pôsteres exaustivamente repetidos, colados nas ruas de São Paulo, como uma linha de produção em montagem artesanal.

duofox-shn5

Conhecidos por seus lambes e stickers com traços largos, apresentaram uma oficina muito interessante, ensinando os princípios de serigrafia e de como fazer stickers artesanalmente, sem gastar muito. Foi uma tarde bem divertida com clima chuvoso, ótima para se tomar um café e aprender um pouco mais, afinal conhecimento nunca é demais!

duofox-shn7

duofox-shn1

duofox-shn2

Sobre o SHN clique aqui

Você não foi no 4º Ugra Zine Fest ? Leia isso agora!!!

duofox-ugrafest

duofox-ugrafest

No domingo 21/09, tivemos o prazer de participar do Ugra Zine Fest 2014.
O Ugra Zine Fest é um evento dedicado ao universo dos fanzines e das publicações independentes. Está em sua 4ª edição e acontece pela segunda vez consecutiva no CCSP.

duofox-ugrafest

A programação contou com exposição, workshops, palestras, debates, shows, feira de publicações independentes, bate-papo e sessão de autógrafos com os artistas.
Inúmeros materiais independentes a preços populares, além de comprarmos os fanzines, Eu Matei o Libório do ilustrador e cartunista Walmir Orlandeli, Love hurts do Murilo Martins, Gestão de espaços autônomos do coletivo ativismo ABC, Desça até a Catacumba – Kiko, conversamos com Marcatti e a galera do fanzine Microfonia de João Pessoa.

duofox-ugrafest3

Além de ser um local para adquirir material independente e conversar com pessoas do Brasil inteiro que produzem material independente as oficinas foram muito bacanas, podemos assistir algumas e mesmo de longe, foi possível entender inúmeros conceitos para elaborar fanzines etc.

duofox-ugrafest4

Ainda não suficiente encerrou com duas bandas maravilhosas Ordinária Hit e o ROT. Parabéns à Ugra Zine Fest, Douglas Utescher e todas pessoas envolvidas para dar vida a este evento, aos expositores, bandas, visitantes, rolê bonito – aguardamos as próximas edições.Mais sobre a Ugra Press aqui

duofox-ugrafest5duofox-ugrafest7

Campanha de financiamento coletivo tenta salvar casarão de mais de 200 anos em Atibaia

duofox-escorado
duofox-escorado
Escoramento emergencial realizado no início deste ano

Uma campanha de financiamento coletivo está arrecadando dinheiro para custear o projeto de estabilização permanente da principal construção do centro histórico da cidade de Atibaia, no interior de São Paulo. O Casarão Julia Ferraz, de mais de 200 anos, está com a estrutura comprometida desde a última reforma da Praça da Matriz, no entorno do prédio, realizada pela prefeitura da cidade entre 2009 e 2011.

A campanha na página www.catarse.me/salveocasarao é a alternativa que a Associação dos Proprietários e Amigos do Solar do Coronel Manoel Jorge Ferraz, que há dois anos administra o prédio, encontrou para salvá-lo do risco de desabamento. Ela contempla o primeiro passo, que é conseguir  R$ 23 mil para custear a elaboração do projeto de estabilização permanente da estrutura do Casarão. A proposta é que pessoas e empresas ajudem  com contribuições que vão de R$20 a R$5mil, com recompensas e contrapartidas de acordo com o valor apoiado.

duofox-casarao
Cartaz da Campanha Salve o Casarão

Desde o ano passado, a Associação e a população de Atibaia vêm se mobilizando pela preservação do Casarão. No início do ano, o movimento conseguiu que um escoramento emergencial fosse custeado e realizado pela Secretaria de Estado da Cultura com aprovação do Condephaat, o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico e Arquitetônico do Estado de São Paulo.  Como o escoramento feito em madeira é provisório, ainda é necessário realizar obras de estabilização permanente para acabar com o risco de desabamento. Por isso, é necessária a realização do projeto, que vai determinar os custos da obra e permitir dar andamento à estabilização definitiva.

A intenção da associação é que o Casarão possa voltar a ser um espaço cultural aberto para a população, como vinha acontecendo desde o tombamento pelo Condephaat em 1975 até que a situação do prédio obrigou os proprietários a interromper as atividades desenvolvidas.

duofox-casarao-expo
O Casarão foi um espaço para exposições e outros eventos culturais por mais de trinta anos

O Casarão Julia Ferraz, também chamado Solar do Coronel Manoel Jorge Ferraz, foi construído por volta de 1776 e foi moradia de gerações de políticos do Partido Liberal no século 19. A partir do tombamento, o prédio se transformou em ponto turístico de Atibaia, com exposições e venda de trabalhos de artesãos e artistas de toda a região, apresentações musicais e outros eventos culturais.

Começa o 11º Cardápio Underground 2014 em grande estilo!!!

Domingo ensolarado no início do 11º Cardápio Underground 2014 (confira programação completa aqui), começando com os donos da casa Devont’s, com Folk muito bem tocado, na vibe do Vanguart e trilhando pelo Clube da Esquina e até mesmo Simon and Garfunkel, abriram muito bem o Festival.
devonts

https://www.facebook.com/osdevonts

Na sequência o Corazones Muertos de São Paulo, tocando um Hard Rock com aquela raiz Punk, lembrando o Hellacopters, performance incrível com direito a cover do Ramones, que dispensa apresentações.

corazones

https://www.facebook.com/corazonesmuertosband

Logo em seguida, o Molho Negro de Belém, literalmente incrível e de cara a melhor atração da noite, com Rock n’ Roll direto, com pegada de jovem-guarda. Colocou muitas pessoas para dançar, destaques para Negro Gato, onde está o meu Mojo e um medley que fechou com Venus do Shocking Blue.

molhonegro

https://soundcloud.com/molhonegro
http://www.molhonegro.com/

Para completar a noite o Camarones Orquestra Guitarrística, quarteto potigar, subiu no palco para não deixar a poeira descer nem por um segundo, com um instrumental que mistura post-rock, surf music, música brasileira e mais um trilhão de ritmos no liquidificador, detonou com performance incrível, músicas ótimas e show intenso.

camarones

http://www.camarones.com.br/

 

Em Resumo espero ter oportunidade de ver o Camarones Orquestra e Molho Negro novamente, ambas mostram que as bandas nacionais estão em um nível excepcional.

molhonegro2

Ive Seixas e a tour do [EP] Andorinha Só

Ive Seixas
Ive Seixas
Foto: Matsumoto X Mx

Neste domingo 31/08, tivemos a honra de entrevistar a cantora Ive Seixas, com auxílio do Guilherme Brito, que a trouxe para um show em nossa cidade.Conhecemos a Ive Seixas no Show do Dance Of Days na casa do Nenê Altro, abrindo o show do Jair Naves, voz e violão, coragem para dar e vender.

Ive Seixas esteve à frente da banda Ricto por alguns anos, depois de um hiato, decidiu cheia de coragem buscar um sonho, que todo musico possui e maior parte das vezes, esquece pela dificuldade de enfrentar a vida, viver de música.


Seu Ep Andorinha Só, é repleto de poesia e de lirismo, remete a uma boa mistura de MPB com Rock, meio Marchinha, meio Samba, heterogêneo. Coisa que só brasileiro faz e muito bem.

Ive Seixas é de Resende-RJ, vive no esquema “faça você mesmo” e excursiona apenas com violão, sem bandas ou parafernálias eletrônicas, apenas com violão e seu chapéu, onde recebe suas contribuições de quem prestigia seus shows.