Trabalhe 4 horas por semana – Tim Ferriss

tim-ferriss

Na correria do dia a dia, nos deparamos com a falta de tempo e o desgaste mental para executar todas as tarefas.Fato este, que todos acabam pensando o porquê de não possuirmos um dia com 48 horas.Mas Tim Ferriss, grande empreendedor, palestrante e escritor, criou uma forma de gerenciar muito eficaz, trabalhando apenas 4 horas por semana.

Como posso trabalhar apenas 4 horas por semana?

 

Claro que há um milhão de perguntas a respeito desta ideia de maluco, mas é possível trabalhar apenas 4 horas por semana e Tim Ferriss explica através de lições ao decorrer do livro.Se engana, quem acha que este livro é só para empreendores, se você é funcionário, também pode pensar em conceitos como micro-aposentadorias (ou poderíamos dizer, férias de meses em algum país ou estado diferente).

Algumas dicas do cara:

  • Comprar coisas só vale a pena se isso for útil para você otimizar a sua vida e o seu trabalho. Comprar por comprar não serve para nada. Só faz a gente trabalhar para pagar dívidas e se encher de objetos que não precisa.
  • Não é para ser o chefe nem o empregado, mas o proprietário.
  • Ganhar dinheiro para garantir segurança e contas pagas, mas também para realizar sonhos. O dinheiro só pelo dinheiro não leva a nada.
  • Ter mais qualidade e menos bagunça.
  • Não é para apenas se livrar do que é ruim, mas ir atrás do que realmente é bom para você.

Mais uma sequência de dicas do grande Tim Ferriss, mas desta vez de como tornar-se um expert sem ser um expert.

A construção de um expert: como se tornar um expert em 4 semanas

  1. Inscreva-se em duas ou três associações ligadas a RECEITA EM PILOTO AUTOMÁTICO I 131 área que você deseja que tenham um nome que soe como oficial. No seu caso, ela escolheu a Associação para a Resolução de Conflitos (www.acrnet.org) e a Fundação Internacional para a Educação de Gênero (www.ifge.org). Isso pode ser feito em cinco minutos na Internet com um cartão de crédito.
  1. Leia os três livros mais vendidos sobre seu assunto de interesse (pesquise o histórico das listas de mais vendidos no site do New York Times) e resuma cada um em uma página.
  1. Ministre um seminário gratuito de uma a três horas em uma universidade renomada próxima, usando cartazes para divulgar. Em seguida, faça o mesmo em braços locais de duas empresas conhecidas (AT&T, IBM, etc.). Diga à empresa que você ministrou seminários na Universidade X ou na Faculdade X e que é um membro dos grupos do passo 1. Enfatize que você está oferecendo esses seminários gratuitamente para adquirir mais experiência em falar em público fora do meio acadêmico e que não venderá produtos ou serviços. Grave os seminários de dois ângulos diferentes para poder usar as imagens em um futuro CD ou DVD.
  1. Opcional: Ofereça-se para escrever um ou dois artigos para revistas comerciais ligadas a sua área, citando o que você fez nos passos 1 e 3, para ganhar credibilidade. Se recusarem, ofereça-se para entrevistar um especialista conhecido e escrever a matéria – isso fará com que seu nome seja listado pelo menos como colaborador.
  1. Entre para o ProfNet, um serviço usado por jornalistas para encontrar experts para citar em matérias. Estabelecer RP é simples se você parar de gritar e começar a ouvir, Use os passos 1, 3 e 4 para demonstrar credibilidade e uma pesquisa on-line para responder a perguntas de jornalistas. Se feito corretamente, isso fará com que você apareça na mídia, de pequenos jornais locais ao New York Times e ABC News.

Tornar-se um expert reconhecido não é difícil, de modo que quero eliminar as barreiras. Não estou recomendando que alguém finja ser o que não é. Eu não poderia fazer isso! “Expert” é uma expressão midiática nebulosa e tão exageradamente usada quanto indefinível. Nos termos das modernas relações públicas, provas de expertise são afiliações em grupos, listas de clientes, créditos em textos e menções na mídia, e não pontos de QI ou ph. Ds. 

Trabalhe 4 horas por semana além de ser diversão garantida, é uma leitura leve e extremamente educativa, para empreendedores, empregados que estão de “saco cheio dos patrões”, pessoas que almejam viajar e sempre colocaram empecilhos, tais como filhos, empregos, preguiça ou falta de dinheiro.Boa leitura!!!

 

MCI 10 ANOS: Ordinaria Hit e Objeto Amarelo

Neste último domingo 25/09, saímos do interior de São Paulo,  numa tarde fria e chuvosa para conferir o que rolaria no MCI  que estava comemorando 10 anos de festival.O MCI 10 anos, apresentou atrações que participaram em sua primeira edição, quem teve a honraria da abertura, foi o produtor Retrigger.

Na sequência o Ordinaria Hit quebrou tudo, somos fãs confessos do Ordinaria, provavelmente vocês saibam disto, bradamos isso a todos os ventos.Pós-punk experimental, escola do Fugazi, Sonic Youth,The Ex, Gang Of Four etc. Dificil não gostar das dissonâncias viscerais da telecaster do João Riveros, Flávio Bá detonando no baixo, João Branco costurando nuances sonoras e Rodrigo Rosa martelando a bateria, com uma técnica de dar inveja, mantendo ritmo, acelerando e desacelerando nas alternâncias de tempo.Show com ótimas projeções e presença de palco de quebrar o queixo.

Ordinaria Hit

O Objeto Amarelo, bem… já vimos o Carlos Issa  tocando bateria sozinho no meio da rua, também vimos a formação original do Objeto Amarelo ambos em Atibaia-SP.Mas este show no MCI 10 anos foi incrível, pesado e sem guitarra.Drum Machines e interface midi fazendo estrago na noite gelada, foi uma apresentação surpreendente.

Objeto Amarelo