Arrumando a casa com Scrum

por Diego Fernandes de Oliveira

Rápida introdução a esse sistema de produtividade

Sabe aqueles dias, que depois de trabalhar exaustivamente, chegamos em casa e nos deparamos com a pia da cozinha entulhada de louça suja, o fogão extremamente engordurado e a cozinha cheirando a comida estragada?

É o mesmo sentimento, ao olharmos a caixa de entrada, explodindo de emails com alterações e novos projetos para desenvolver. Às vezes, ser organizado não basta, é necessário utilizar um método. O problema é quando o método utilizado não funciona. Não que este seja ruim, mas talvez não seja apropriado ou mesmo adequado na sua empresa.

Utizávamos GTD, boa metodologia, onde não há priorização das tarefas, mas a criação de listas de tarefas que são específicas a um contexto.O pecado em não priorizar tarefas (pelo menos em nossa empresa), é que agiliza a tarefa, porém não a qualidade desta. Infelizmente não deu certo, muita complexidade, pouca resolução nas tarefas e muitas delas  não realizadas foram empecilhos encontrados com este método.

9450484473_08731b4033_z

 

Migramos para o SCRUM, metodologia ágil para gestão e planejamento de projetos. No SCRUM os projetos são dividos em ciclos (utilizamos ciclos semanais) chamados de Sprints, gerando uma lista de tarefas que é chamada de Product Backlog resultando as tarefas concluidas em Sprint Backlog.

Não sabemos se é o melhor método ou se dará certo, a questão é, para readequarmos a produtividade dos desenvolvedores, temos que prospectar mais objetividade e foco nas ações desenvolvidas, seja através de um novo método ou de novos horizontes.

Você pode encarar um erro como uma besteira a ser esquecida, ou como um resultado que aponta uma nova direção.
Steve Jobs