Associação Cultural Cecília é Garage Rock e HC

Neste último sábado 06/08, chegamos na Associação Cultural Cecília um pouco antes do show, estava uma noite bem agradável. A abertura desta edição do Raro Zine Fest ficou a cargo do Crasso Sinestésico, duo de Bom Jesus de Perdões. Com uma sonoridade regada a reverb, tocaram o set com as canções do disco, Ponto de ruptura. Uma boa dose de garage rock, punk e post-rock, apresentação bem visceral.

Na sequência, o Poltergat, parecia  The Sonics a 1000 Km/h.Rock com “R maiúsculo” fizeram uma apresentação de destruir calota polar do polo norte. Que baterista? De onde surgiu Guilherme Migliavaca? Pegada pesada com viradas animais, já estamos com saudade do Poltergat.

Para fechar a noite o Futuro, já assistimos 5 apresentações dos caras. Mas sempre continuamos nos surpreendendo com esta banda. Fizeram uma apresentação velosíssima e com extrema qualidade, mais uma vez batemos na tecla do baterista, ou seria melhor com a baqueta do baterista? O Futuro ganhou muito com a entrada do Cauê Xopô, a cozinha ficou mais cheia e convidativa para os demais integrantes, Cauê Xopô veio para somar e dar liga nesta receita.

Grandes performances na Associação Cultural Cecília, rolê monstro e muito divertido, agradecimentos ao Raro Zine, German Martinez, as bandas e todos que estiveram por lá.
Até a próxima.

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café e averso a picanha, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *