Lara Klaus lança canção-manifesto de resistência: ouça Poeira Estelar

A multi-instrumentista, cantora e compositora pernambucana Lara Klaus lança hoje (05) o single Poeira Estelar, com a participação de sua conterrânea Flaira Ferro. A faixa é um lançamento em parceria com o selo americano Six Degrees Records, responsável por divulgar pelo mundo nomes como Céu, Bebel Gilberto e Curumin. E, além de estar presente em todas as plataformas streaming, a canção ganhou um lyric video dirigido por Lara Assista aqui.

Poeira Estelar é um novo capítulo na carreira solo da artista, que se iniciou em 2018 com o lançamento do álbum Força do Gesto. Ela também é membro fundadora do LADAMA, uma reunião de quatro mulheres de pontos diferentes do continente americano. Lara conta que escreveu letra e música antes da pandemia de Covid-19, e a faixa foi produzida de forma colaborativa durante o ano de 2020. 

Ao lado de Flaira Ferro, ela canta sobre o confinamento dos corpos, explosões de estrelas, restrição de pensamento e resiliência criativa. “Poeira Estelar é uma resposta a todos os sistemas que oprimem nossa criatividade, nossa essência, nossa liberdade. É, também, resistência ao governo atual, que rejeita tudo que eu sou: mulher, artista, educadora, lésbica. Enquanto eles defendem armas de fogos e agem com intolerância, eu lanço ataques em formas de nuvens e atiro dardos em forma de estrelas – as minhas armas são o amor, a arte, a empatia, a colaboração. E resisto, resisto sempre”,” enfatiza a artista que também assina a produção da faixa, em co-produção com Tomaz Alves (Bacurau e Cinema, Aspirinas e Urubus).

Lara comenta o convite que fez à Flaira: “Flaira é uma das artistas que mais admiro na atualidade, utilizando diversas formas de arte para canalizar e expressar quem ela é e o que ela acredita. Flaira é visceral e eu quis trazer pra música essa característica, queria que ela se somasse a mim nesse grito para representar todas as pessoas que não se sentem vistas e que receiam expressar sua voz”.

Sobre a participação na música, Flaira conta que foi uma grata surpresa receber o convite de Lara: “Eu fiquei muito, muito feliz quando Larinha me chamou para dividir esse single com ela. Além de Lara ser uma grande percussionista, uma grande instrumentista – pois já tive a oportunidade de cantar com ela tocando no palco, o que é um absurdo, no melhor sentido -, ela se revelou pra mim uma grande compositora também, poética e sensível. Embora já tivesse ouvido algumas coisas com ela cantando no projeto LADAMA, não tinha visto ela ainda no movimento solo, de apresentar um trabalho autoral. E eu acho incrível quando a gente começa explorar outras formas de expressão na música e na poesia. O processo de gravação do single foi muito tranquilo, muito fácil. A gente rapidamente se entendeu na interpretação, no desejo de como desenhar a música e estou aqui na expectativa do lançamento com a certeza de que será uma coisa linda que está sendo oferecida para o mundo”. 

 

ASSISTA AO LYRIC VIDEO AQUI
SMARTLINK AQUI

FICHA TÉCNICA

Música

Vozes Lara Klaus e Flaira Ferro
Bateria, balde, folha de zinco Lara Klaus
Guitarras Thiago Rad e André Galamba
Synths Eliot KrimskyTrombo
ne Marlon Sette
Baixo Lula Borges
Produção musical Lara Klaus 
Coprodução Tomaz Alves
Arranjo Músicos Participantes
Engenheiro de gravação Albérico Jr
Edição Lara Klaus 
Mix e master Kiko Klaus (Camarada Mixmaster)
Gravada no Estúdio Carranca, Recife/Brasil (2020)

Gravações adicionais 

Nova Iorque/EUA: Eliot Krimsky (Wave In Time Studios)
Montreal/CA: Sacha Daoud (Cozy Town), André Galamba 
Rio de Janeiro/Brasil: Marlon Sette (Estúdio Caldeira7)
Recife/Brasil: Vinícius Aquino (Estúdio Carranca)

Arte Rodrigo Sotero
Lyric Video
Produção Lara Klaus
Arte Rodrigo Sotero

LINKS
Instagram
Youtube
Facebook
Spotify
Site

SOBRE LARA KLAUS

Nascida em Recife, Lara Klaus é percussionista, baterista, cantora, compositora e educadora. Dedicada especialmente ao estudo e ensino de instrumentos de percussão do nordeste do Brasil, Lara fez parte de diversos grupos e tocou com renomados artistas brasileiros, dentre eles Elba Ramalho e Moraes Moreira. Participou de importantes festivais de música no mundo ao lado de artistas brasileiros, como Montreux Jazz Festival (Suíça), e regularmente realiza shows e ministra workshops de percussão e música do nordeste brasileiro, dentro e fora do Brasil. Atualmente morando em Montreal, Canadá, Lara faz parte da organização internacional Jeunes Musiciens du Monde (JMM) onde ministra workshops de percussão para crianças e adolescentes.

Em 2018, Lara estreou seu primeiro disco, “Força do Gesto”, que contou com produção musical de Tomaz Alves e dela própria. O álbum traz 10 canções, das quais 8 são parcerias em que ela divide letra e música com Zé Manoel, Mavi Pugliesi e André Macambira, entre outros. Multiinstrumentista, ela explora diferentes combinações de percussão, desde a bateria a variados instrumentos de raiz africana, além de cantar, tocar violão e guitarra.

Lara também faz parte do LADAMA, grupo formado por 4 mulheres de 4 países (Estados Unidos, Colômbia, Venezuela e Brasil) que usa a música como ferramenta de transformação social e empoderamento de mulheres e jovens. O grupo tem dois álbuns lançados, “LADAMA” (2017) e “OYE MUJER” (2019), sendo o segundo com produção musical do carioca Kassin. Além de realizar workshops e masterclasses em universidades, escolas e instituições ao redor do mundo, o grupo tem realizado turnês pela América do Sul, América do Norte e Europa, tendo tocado em importantes festivais de música como WOMEX e Monterey Jazz Fest. Em 2018, teve uma de suas canções selecionadas para a trilha sonora do jogo de videogame “Fifa 2019” e no ano seguinte gravou a webserie Tiny Desk Concerts, nos EUA. 

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Tolstói, Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.