UrucumTrio performa ao vivo a sua magia instrumental nas “Sessões Fauhaus”

Nesta sexta-feira, 24 de junho, vai ao ar o terceiro e último episódio da Sessões Fauhaus: UrucumTrio, série de vídeos gravados ao vivo em São Paulo. A faixa 3$, uma das músicas de trabalho da banda, fecha este compilado audiovisual que conta também com o Episódio 1: DIBAIQUE e o Episódio 2: VOZdoINFINITO.

A UrucumTrio navega musicalmente entre os mares do Rock Clássico, do Psicodélico e, é claro, do Instrumental. Sem as vozes, outra característica que chama a atenção no grupo é a performance, trazendo cores (ou falta delas), poesias e gestos coordenados que chamam a atenção durante os shows do quarteto. 

Para representar toda essa extensão, Conrado Lessa dirigiu e assinou a fotografia e cenário da série, que conta com vídeos gravados em plano sequência “com o intuito de captar o mais próximo do som e da experiência ao vivo da banda”, conta Rafael Tofanelo, guitarrista da UrucumTrio. A edição foi feita por DiPreto.

As referências do grupo passeiam desde Pink Floyd até os contemporâneos Khruangbin, servindo-se de melodias jazzistas e música brasileira entre esses diferentes gêneros. Apesar de levar o “trio” no nome, o quarteto denomina essa tríade como: “Música Instrumental, Vídeos Psicodélicos e Poesia”.

Explorando outras linguagens além da música desde o seu surgimento, a banda toma forma em 2018, através da produtora audiovisual em que Rafael (guitarra), Di Preto (Contrabaixo) e Conrado (Bateria) faziam parte. Com essa formação foi gravado o Casa20, EP de estreia da UrucumTrio, lançado em Julho de 2021 e que referencia seu nome à casa onde os integrantes moravam. 

Além dos registros audiovisuais, que conta, também, com um Lyric Video lançado em fevereiro deste ano, a UrucumTrio prepara o público para a chegada do seu segundo EP ainda em 2022. Casa Azul foi gravado no estúdio de mesmo nome (@casaazulestudio) e será lançado pelo selo Índio Rock (@indiorockselo).

Acompanhe: @urucumtrio

ASSISTA SESSÕES FAUHAUS: URUCUMTRIO

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Tolstói, Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.