Baboon Ha sintoniza influências noventistas, alternativas e lo-fi no primeiro disco, “Kill The Buzz”

A banda carioca Baboon Ha consolida sua identidade, sonoridade e parcerias com seu primeiro disco, “KIll The Buzz”. O trabalho chega após o EP de estreia, “Overlapping Days”, onde o trio exibiu suas influências de som  e estética lo-fi, inspirada pelo rock alternativo dos anos 90. O disco já está disponível nas principais plataformas de streaming e chega com um clipe para a faixa “Vaccine”, dirigido pelo videomaker Gabriel Rolim (Boogarins, Terno Rei, Tim Bernardes, Metronomy).

Ouça “Kill The Buzz”: https://ditto.fm/kill-the-buzz
Assista a “Vaccine”: https://youtu.be/2zd8w7Gpxpw

“Kill The Buzz” começou a ser construído há cerca de três anos, quando o trio formado por Felipe Vianna (vocal e guitarra), Lucas Faria (baixo) e Rodrigo Naine (bateria) gravou as bases com o engenheiro de som Vinicius Junqueira (Mutantes) em seu home studio em Araras, Petrópolis (RJ). 

Da gravação ao vivo, em formato de power trio, Baboon Ha registrou os vocais com o produtor musical Patrick Laplan em 2018 e só no fim daquele ano a banda começou a amadurecer o material com outros instrumentos – como sintetizadores e sopros -, mixar e principalmente trazer a atmosfera intencionada: de referências dos anos 90, em clima do it yourself e com espírito lo-fi. A sonoridade final é resultado de uma imersão ao longo de algumas semanas do baixista Lucas Faria ao lado do amigo Ian Sá. Completando essa lista de parcerias, a banda convidou a artista plástica Mariana Santiago para desenvolver a capa.

O álbum “Kill The Buzz” vem para fazer justamente o oposto do que seu título sugere: o trabalho é a consolidação de uma identidade musical estabelecida ao longo de uma série de singles e do EP “Overlapping Days”, uma pungente seleção de canções que traduzem questões pessoais e emocionais dos dias de isolamento atuais. Canções como “Brooklyn”, “Quarantine”, “Sidewalk reflection” e “Nevermind” serviram de base para que Baboon Ha introduzisse sua sonoridade. 

Ouça “Overlapping Days”: https://smarturl.it/OverlappingDaysEP
Veja o clipe da faixa-título: https://youtu.be/PpwMCZt3abs
Assista ao clipe “Quarantine”: https://youtu.be/Xyn-OERBCsE
Assista ao vídeo de “Sidewalk Reflection”: https://youtu.be/mY1tWP25yWg
Veja o  clipe “Nevermind”: https://youtu.be/agUggwmGoy0
Assista ao vídeo de “Brooklyn”: https://youtu.be/tUvorDJzajM

Agora, além da já revelada “Caramel”, o disco introduz as inéditas “Hyper Real”, “The Bug”, “The Apartment” e “My Own Private Hell”, além de “Vaccine”, faixa escolhida para ganhar um clipe. O vídeo de Gabriel Rolim segue a estética de  distorções analógicas e digitais que o diretor utiliza, trabalhando imagens relacionadas à pesquisa científica em uma conexão direta com o atual cenário da pandemia de Covid-19. 

Assista a “Caramel”: https://youtu.be/XBCJvYjWCpQ

“Acho até difícil definir o que é a Baboon Ha, porque são vários projetos que foram ficando ao longo dos anos e agora em 2020 começaram a sair. Mas é um passo importantíssimo de definição de que a Baboon Ha existe e que abre o caminho para que 2021 seja um ano de afirmação ainda maior e na esperança de que nossas músicas criem identidade com a banda e com pessoas que possam vir a nos ouvir”, revela Felipe Viana. “A bem da verdade é que a gente nunca foi de fazer músicas pensando num público específico, e acho que sempre fizemos o que a gente gosta e imaginando que pessoas com um gosto parecido podem se emocionar de alguma forma. Se forem 5 pessoas ou 50 mil, honestamente acho que não faz muita diferença. O importante é que a música mova e inspire as pessoas como tem que ser”, completa.

“Kill The Buzz” já está disponível nas principais plataformas de streaming.

Ouça “Kill The Buzz”: https://ditto.fm/kill-the-buzz
Assista a “Vaccine”: https://youtu.be/2zd8w7Gpxpw

Ficha técnica
Felipe Vianna (Guitarra/Voz)
Lucas Faria (Baixo)
Rodrigo Pires (Bateria)
Ian Sá (Mixagem)
Nico Braganholo (Masterização)
Vinicius Junqueira (Engenharia de Som – Instrumentos), Patrick Laplan (Engenharia de Som – Voz), Mariana Santiago (Capa), Rollinos (Direção Clipe “Vaccine”)

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café e averso a picanha, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *