Berë lança seu primeiro single “Depois Melhora”, de Luiz Tatit

Berë, nome artístico do paulista Renato Barreto, apresenta “Depois Melhora”, seu debute musical. O single está disponível nas principais plataformas de streaming com distribuição pela Tratore.

Escute o single “Depois Melhora” nas principais plataformas de streaming:
Assista ao clipe de “Depois Melhora”:

Produzida pelo cantor e produtor Guilherme Eddino, masterizada e mixada por Iran Ribas, do Estúdio Veredas, a faixa “Depois Melhora” é um cover da canção original lançada pelo cantor e compositor Luiz Tatit em 1997. Nessa versão também participa a violoncelista Fernanda Koppe, da banda Mulamba.

Marcando sua voz como pessoa LGBTQI+, de raízes nordestinas e pesquisador em Letras, Berë fez questão de incluir no projeto vozes e presenças de identidades correlatas. Como exemplo dessa mescla, o single também apresenta uma “Intro” construída a partir de uma canção popular registrada pelo escritor Mário de Andrade nos anos 1930 em sua famosa pesquisa sobre o cancioneiro do Norte e Nordeste do Brasil.

Essa intertextualidade também se faz presente na capa do single, que conta com um retrato de Berë, assinado pelo fotógrafo Fernando Banzi, feito a partir da tradicional técnica de fotopintura. O design é do artista visual Bruno O. Já o videoclipe para o single “Depois Melhora”, com direção de Diego Vieira e fotografia de Yuji Kodato, apresenta o artista em uma performance inspirada no butô, a “dança das trevas” de origem japonesa. O resultado é uma interpretação visual dos anseios e das “presenças ausentes” instigadas por ambas as faixas.

Segundo Berë, “Existe certa beleza e elegância mesmo naquilo que foi abandonado, esquecido,rejeitado. No clipe isso se reflete tanto nos espaços, quanto nas fotografias antigas, achadas em lixeiras e sarjetas, que incluímos na narrativa”.

Sobre a escolha da primeira música de trabalho, o artista reflete: “Tanto a cantiga quanto a canção do Tatit representam um acalanto nesses tempos difíceis e de perdas tão generalizadas, sejam elas simbólicas ou concretas. Espero que esse projeto soe como um sopro de alento”. O single faz parte de um EP a ser lançado no decorrer de 2021, incluindo covers de canções de Neil Sedaka, Gordon Lightfoot, Brigitte, Aimee Mann e Beatles.

SOBRE O ARTISTA
Berë tomou o caminho da expressão musical como extensão de suas investigações artísticas em áreas como literatura, fotografia, teatro e dança. Em 2018, em viagem a Nova York para realizar uma oficina de butô, o artista foi fotografado por Vivienne Maricevic, contemporânea e próxima de nomes como Robert Mapplethorpe e Peter Hujar, num encontro fortuito que inspirou a gênese do seu projeto musical.

O nome artístico que passou a adotar está ligado a um desejo de desnudar-se perante o mundo: “Berë é o meu apelido desde a infância no meu círculo mais íntimo da vida – minha família – e pra mim sempre foi um mistério entender a origem dele, já que não tem relação direta com meu nome de batismo. No entanto, agora sinto vontade de compartilhar essa intimidade e esse mistério, como alguém que decide abrir seu coração para o mundo e expor a sua verdade”, explica.

Rede social e contatos
Instagram Berë: 
E-mail Assessoria: 
WhatsApp Assessoria: (11) 99433-5360

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café e averso a picanha, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *