BODÃO HUBNER SURPREENDE EM MAIS UM DISCO NA QUARENTENA

Oriundo da carinhosa e querida “Seattle Brasileira”, Bodão Hubner é mais um artista de Bom Jesus dos Perdões (SP) que está sempre na ativa e nos contemplando com várias produções autorais de qualidade.

Hoje, 30/04, marca mais um desses lançamentos, o segundo lançado nesta pandemia sem fim em que nos metemos.

Ossos Quebrados segue a linha do seu antecessor, (Estranhos Dias de Sol – 2020), com uma produção 100% autoral, com Bodão sendo protagonista principal de todas as 15 faixas do álbum.

Já é de nosso conhecimento sua plularidade artística e não foi diferente dessa vez. Gravou sozinho todo o instrumental incluindo os vocais, backings, guitarras, baixo, bateria, piano, synths, entre outros dentro do seu estúdio referência na região, a Toca do Bode.

Tiveram algumas parcerias interessantes em algumas músicas que vamos mencionar a seguir.

Vamos aos destaques das faixas que mais nos chamaram atenção:

Faixa 2 – Estranho Delírio – faixa carregada de sintetizadores e guitarras pesadas na introdução. Os vocais arrastados de Bodão cantados no refrão “Delírio, estranho delírio”, e a sequência do instrumental com a programação de “backings” são as marcas registradas nessa música.

Faixa 3 – Ódio e Esperança

Faixa pesada, bem atual e com cunho político. Letra forte com refrão que diz : “Quando você encara o abismo, o abismo encara você”.Os riffs são bem marcados acompanhados de synths . O peso dela se transforma de maneira surpreendente na metade para o final, com uma quebra de ritmo, com inserção de notas de piano e um andamento mais cadenciado.

Faixa 4 – Você sabe demais

Um dos pontos altos do disco. Música boa, com uma pegada mais pop, com letra bem inspiradora. Nela tem a participação especial de Damiantoni, que faz o solo de guitarra no final da música, que me remeteu aos velhos e bons tempos de Faith No More nos 90. “Os tempos são maus, mas quero viver” diz um dos versos do refrão.

Faixa 5 – Razão para vencer

Mesma pegada da faixa anterior, marca o ápice do disco. Vocais arrastados, e bem marcados, marcam o ritmo dela, que termina num solo de guitarra avassalador.

Faixa 6 – Voyager

Faixa interessante, bem anos 80, com introdução bem característico cheia de synths e efeitos. Me lembrou Information Society em alguns momentos.

Faixa 8 – Palavras que flutuam ao vento

Faixa acústica, com riffs bem legais , voz, violão e bateria numa sintonia maravilhosa. A letra é bem singela, caberia muito bem numa espécie de serenata moderna para a pessoa amada.

Faixa 12 – Fuja para lua

Faixa pesada, uma das mais legais do disco. Essa música surpreende, pois, tem um andamento mais lento e pesado e de repente entra um riff hardcore no refrão, digno de pogo e mosh, acompanhados de synths e efeitos sonoros que mudam totalmente seu andamento. Play necessário!!

Faixa 13 – O Saudita contra a América

Mais uma faixa pesada, muito em vista pela participação especial nos backings vocais de Godoy, que dão um peso a mais na canção.

Faixa 14 – Ossos do Oficio

Musica melancólica, com uma introdução de piano bem interessante. No seu andamento, Bodão trilha o caminho na letra falando de caminhos ardilosos na vida do ser humano. O músico Douglas Silva participa desta gravação com um solo de guitarra.

Ossos Quebrados é um dos discos mais legais desse ano de 2021. Um prato cheio para quem gosta de música alternativa. É produzido de maneira independente e feito na raça, como sempre são feitas as obras desse talentoso músico chamado Bodão, uma peça rara na nossa região. Segue o disco na integra para nossos leitores apreciarem.

Tito Cepoline Escrito por:

Entrou para compor o timaço do podcast ABUTRES NÃO OUVEM JAZZ, formando o power trio mais improvável e pra lá de especial. Apaixonado por viagens e artes no geral, em especial a música, tem ouvido aberto para vários estilos, alguns bem peculiares e passeia na linha que vai do jazz ao hardcore. Viagens e Música não são meros itens na prateleira!! Seguindo essa máxima, segue na luta diária de promover, divulgar, incentivar cultura, arte independente, lugares pitorescos, praias belíssimas que tanto são necessários para nossa sobrevivência!!

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *