Eminence lança single e faz crítica à religião

Byog é o mais novo single do Eminence e faz parte do disco “Dark Echoes” que deverá ser lançado em junho. A música é o segundo single lançado pela banda e faz uma crítica às pessoas que matam, exploram e usam a religião em troca de um lugar ao céu. Byog: Be your own God – seja seu próprio Deus. 

“Byog foi uma das primeiras composições desse disco e eu quis retratar algo que me incomoda muito. Você pode seguir qualquer religião, mas seja seu próprio Deus!” – comenta o vocalista Bruno Paraguay. 

O lançamento oficial do single é no próximo dia 01 de abril e poderá ser ouvido em todas as plataformas digitais.  

Ouça e baixe aqui: https://linktr.ee/eminenceband 

Bio 

Eminence foi formada em 1995, em Belo Horizonte, pelo guitarrista Alan Wallace. No mesmo ano, a banda gravou sua primeira demo-tape “Hunger”, que marcou presença na cena underground mineira. Sendo assim, após vários shows pelo estado de Minas Gerais a banda começou a ganhar visibilidade e foi convidada a participar do festival Skol Rock, em 1997. Após esse show, a banda só cresceu, abrindo shows de bandas internacionais como Mercyfu Fate, Motorhead e Destriction. Rodaram o mundo com turnês e shows que passaram pela Colômbia, Nova Zelândia, Estados Unidos, Suriname e China. Já se apresentaram em duas edições do Rock in Rio, uma em 2015 e 2019. 

Formação: 

Bruno Paraguay – vocal 
Alan Wallace – guitarra 
Davidson Mainart – baixo 
Alexandre Oliveira – bateria   

Links: 

Site: www.eminence.com.br 
Facebook: www.facebook.com/eminenceband 
Instagram: @eminenceband 
Twitter: https://twitter.com/eminenceband 
YouTube: https://www.youtube.com/EminenceBrazil 

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café e averso a picanha, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *