Experimental e poético, “Axé” é o novo single da banda gaúcha AIUKÁ

Na próxima quarta-feira, 20 de julho, a banda gaúcha AIUKÁ lança seu terceiro single. Axé mistura rock alternativo e spoken word, afirmando o discurso do grupo sobre assumir as estranhezas, paranoias e perturbações pessoais.

A música, lançada de maneira independente, foi gravada inteiramente em casa, com baterias programadas e baixo digital, dentro de um exercício de experimentação constante que envolve a mística do grupo em gravar com mínimos recursos. Toda a produção, captação, mixagem de instrumentos e até a capa da canção foram feitas pelo vocalista Guilherme Krema, enquanto a mixagem de voz e a masterização ficaram a cargo do produtor Bruno M Bassani, que também desenvolveu esse trabalho nas outras duas canções já lançadas pela banda.

“Axé” carrega um caráter poético e urbano sobre experiências psicodélicas que misturam nossas percepções de corpo, amor e morte. É sobre a beleza de acessar uma nova realidade através da dança, realidade essa que pode ser perturbadora, surreal e melancólica, ou até mesmo fisicamente prazerosa e libertadora: “danço naqueles vultos e pernas / olhos e cabelos e bocas sem voz / escorrendo veneno doce”. 

AIUKÁ é uma banda de Bento Gonçalves/RS que nasceu como o projeto solo de Guilherme Krema, mas que no processo de ensaios para shows se firmou como banda e assim se assume atualmente. Apesar de Axé ter sido totalmente produzida e gravada em casa por Guilherme, a banda já toca a canção há mais de um ano: 

“De todas canções que eu fiz antes de os meninos entrarem, Axé foi sem dúvida a mais complicada de tocar em conjunto, por causa do tempo quebrado e das mudanças meio imprevisíveis que ela tem. Depois que eles se apropriaram dela, virou uma música nossa, totalmente da banda. A versão ao vivo é frenética, surreal” conta Guilherme.

Com apresentações energéticas e carregadas de experimentação, AIUKÁ é formada por Guilherme Krema nos vocais, Geanluca Sebben na bateria, Vinicius Crestani na guitarra e sintetizador e Arthur Mesquita no baixo. A banda prepara um clipe de Axé para agosto, e seu EP de estreia deve sair ainda em 2022.

Acompanhe: @aiukamusica

OUÇA AXÉ – AIUKÁ

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Tolstói, Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.