German Martinez : 10 motivos para você acompanhar o Raro Zine

German Martinez

1-Quem é German Martinez?

Simplesmente um cara apaixonado por música.

2-Como surgiu a ideia de criar um fanzine? Fale-nos sobre a escolha do formato, o que levou ser publicado desta forma(Fanpage)?

Surgiu pra propagar um pouco mais as bandas da região (e na verdade abranger todo o território e fora do país também) que na realidade são grandes amigos que fazem um bom trabalho e que nada mais justo divulgar mais…o plano de ser uma página no Facebook era alcançar o maior número possível de pessoas que se interessem pelo material divulgado, já que é uma ferramenta fundamental da música hoje em dia, e temos que usufruir dela.

3-Por quê o nome Raro Zine?

O nome foi inspirado num álbum de uma banda do meu país natal o Uruguai, que é “el cuarteto de nos”, do qual a capa é junção de quatro partes dos rostos dos integrantes formando um só, é a tradução seria algo como “esquisito”…

4-Você obtém algum lucro a partir do fanzine ou é apenas “for fun”?

Apenas por pura diversão…que acaba se tornando um trabalho, mas que é muito gratificante…


5-Como é feito as entrevistas, editorial e revisão? Você faz tudo sozinho?

Sozinho, sempre quis fazer algo do tipo, tinha engavetado inúmeros projetos de uma revista ou fanzine de formato físico, mas o empecilho de depender de muitas coisas, acabei pondo de lado e calhou que o ideal de disseminar a música através de uma página seria mais objetiva.

6-Existe alguém que você tenha muita vontade de entrevistar e ainda não rolou no Raro Zine?

Existem inúmeros pessoas que ainda acho que nem coloquei nos planos, mas citaria que gostaria muito o Clemente (Inocentes), Ariel (Restos de nada), em termos de referências nacionais que me influenciaram muito…e estrangeiros talvez o Hard ons (Austrália), que curto muito…

7-Conta aí aquela epopeia que rolou no show do Mudhoney, onde você esperou todos irem embora para conversar com os caras?

Foi algo muito emocionante era meu primeiro contato com uma banda estrangeira(cara a cara) e diria de renome, apesar de todo show ter sua história pra quem mora no interior e se desloca pra capital atrás de uma banda que gosta…a noite foi intensa; com abertura dos meus queridos amigos goianos do MQN, o Mudhoney fez um baita show..e ficar até a casa fechar seria algo obrigatório, então consegui entrar na área reservada que lá estavam eles, onde o inglês não saía e tive que me virar com o baixista que falava espanhol e os caras foram atenciosos e bem humorados, então foi histórico. ..rsrs

8-Em quais zines você encontrou inspiração ou referência?

Eu curtia muito na década de 90 revistas como a “Bizz” que me influenciaram no modo de escrever, depois surgiu a revista “Zero”, mas a que mais me influenciou foi com certeza a “Rock Press” que tinha um formato totalmente fanzine em preto e branco, entrevistas, resenhas e inúmeras informações extremamente válidas. No quesito fanzines tive acesso ao “maximum rock n Roll ” que era e continua sendo um excelente fanzine,

Mas existem fanzines excelentes por aí, é só procurar.

9-Você acredita que os blogs colaboraram para o decaída dos fanzines impressos?

Com certeza os blogs mataram um pouco dessa história, contribuíram para o desmantelamento de vários fanzines que acabam gerando um custo muito alto e acaba sendo bancado pelo idealizador; e não consegue retorno financeiro para as próximas edições. Os blogs também possuem seu valor porque existem pessoas muito bem informadas envolvidas nesses projetos, mas a opção virtual não supera o brilho e a importância do fanzine


10-Quais conselhos para os marinheiros de primeira viagem? Ainda tem uma molecada fazendo zine por aí, que mensagem você gostaria de deixar para eles?

A dica é que nunca desistam de forma alguma de expressar seus ideais, expor suas opiniões, divulgar música e arte, pois é um artefato artístico que jamais abandonaremos. .


11- Diz aí 5 discos e 5 Zines que uma pessoa tem que ouvir/ler antes de morrer?

Bom agora, esse é um assunto complicado (rs)
Vou começar pelos zines
1 Maximum Rock n roll
2 Hazlo tu Mismo
3 Poeira zine
4 Visual Agression Zine
5 Antimídia
Discos
1 Ramones – Ramones
2 Iggy Pop and the Stooges – Raw Power
3 The Hellacopters – High Visibility
4 Motosierra – xxx
5 Forgotten Boys – Gimme more

https://pt-br.facebook.com/rarozine
rarozine@gmail.com

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café e averso a picanha, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

2 Comentários

  1. janeiro 16, 2017
    Responder

    German Mestre, precisamos e muito de pessoas que acreditam na arte e fazem com que os trabalhos dos artistas cheguem a mais pessoas espalhadas pelo munto
    Vida longa ao Raro Zine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *