homeninvisível une shoegaze, post-hardcore e emo em single sobre aflições contemporâneas

A confusão mental, o excesso de informações e as ansiedades do dia a dia se tornam ruído e canção em “Todo sonho se destrói”, single da banda paulistana homeninvisível. A faixa cria camadas sonoras suaves sobre atmosferas sombrias como que iluminando o caminho.

Ouça “Todo Sonho se Destrói”: https://smarturl.it/TodoSonhoSeDestroi

“‘Todo Sonho Se Destrói’ traz na melodia o reflexo de um sonho lúcido que eu tive. Assim que acordei, não me recordava direito o que tinha acontecido, mas lembro de um som que permeava meus sonhos. A letra fala sobre solidão. Sobre momentos sombrios ao atravessar o desapego físico do amor. Sobre tentar esconder os mais profundos sentimentos, para aceitar a dor, conta Vinícios dos Anjos, vocalista, guitarrista e compositor.

Formada em 2017, a homeninvisivel tem em sua discografia o EP “Formas Negativas” (2018) e estava em hiato. Agora, os músicos retornam mais maduros e com a formação consolidada com Vinícios, André Pimentel (baixo e voz) e Vinícius Martins (bateria e voz).

“A música reflete a ideia de que, assim que acordamos e abrimos os olhos, nossos sonhos se destroem na imensidão da nossa imaginação e retornamos ao mundo físico real, deixando para trás todo e qualquer resquício de lembrança ou memória”, conta Vinicios.

Com  produção, mixagem e masterização de Luke Mello e capa de Micaela Bravo, “Todo Sonho Se Destrói” é um lançamento Big Cry Records disponível em todas as plataformas de música digital.

Ouça “Todo Sonho se Destrói”: https://smarturl.it/TodoSonhoSeDestroi

Ficha Técnica:
Vocais / Guitarras e composição: Vinícios dos Anjos
Baixo / Backing vocals: André Pimentel
Bateria / Backing Vocals: Vinícius Martins
Produção musical, mixagem e masterização: Luke Mello 
Arte da Capa: Micaela Bravo

Siga homeninvisivel:
https://www.instagram.com/homeninvisivel
https://www.facebook.com/homeninvisivelmusic

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Tolstói, Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.