Karen Nascimento reflete sobre saudade e pede por proteção em seu novo single, “Santos Orixás”

Antecipando “Etéreo”, EP de estreia da cantora Karen Nascimento previsto para 2021, o single “Santos Orixás” faz um canto de saudade e despedidas e uma prece por proteção. A faixa celebra as divindades representadas pela natureza para aproximar os ouvintes de uma elevação espiritual, ao mesmo tempo que conecta ao terreno, ao que faz de nós humanos. A canção mescla referências da MPB e experimental e está disponível nas principais plataformas de streaming.

Ouça “Santos Orixás”: https://smarturl.it/SantosOrixas 

“Do toque do atabaque aos sons orgânicos captados da sacada da minha varanda, ela foi composta inspirada na partida das pessoas queridas que tiveram que retornar para sua terra natal devido a inúmeros fatores, dentre eles o medo da pandemia e a vontade de estar perto das pessoas queridas. Com elementos da paisagem sonora, a faixa traz sons dos pássaros como objeto sonoro”, explica Karen.

Ela é também percussionista amadora e pesquisadora no campo cultural, mestranda em Música pela UFMG. Foi integrante do grupo Acadêmicos do Samba, entre os anos de 2011 a 2013, com o qual gravou o disco “Nós, Noel e o Samba”, em comemoração pelos 100 anos do compositor carioca. Tem um trabalho autoral solo e atua como cantora na banda Fulô do Sertão, composta por quatro musicistas, cantoras e instrumentistas, que levam arranjos musicais do forró pé de serra e da música do domínio público mineira e brasileira. Em 2018, participou do projeto “Duetos”, da cantora Leila Britto, juntamente com Mariana Ribeiro, interpretando o clássico “Brasileirinho”, de Waldir Azevedo.

Com “Santos Orixás”, Karen dá o pontapé inicial em sua discografia solo e antecipa o seu primeiro EP. A arte de capa do single, assinada pela artista visual Karla Ruas, traz a imagem do pássaro em uma conexão com a música, com o fluido, o celeste, com o céu e a terra de Oxumaré e com o ar de Oyá, orixá que se relaciona com esse elemento.

A produção musical conta com a parceria de Rafael Carneiro, que possibilitou uma fusão de linguagens musicais, unindo seu conhecimento e experiência das suas vivências musicais a sensibilidade e olhar atento para os sons orgânicos de Karen Nascimento. “A experiência dele como produtor foi muito rica na construção dos arranjos, pensamos juntos como construir a faixa tentando traduzir através dos sons um mantra”, revela a artista. 

“Santos Orixás” traz ainda a participação do percussionista Thiago Rapadura, professor de capoeira e notável tocador de atabaque, que acrescentou o timbre desse instrumento tão ancestral e sagrado, um som condutor dos orixás com a leveza e o canto da artista. A faixa já está disponível nas principais plataformas de streaming.

Ouça “Santos Orixás”: https://smarturl.it/SantosOrixas 

Ficha técnica
Composição: Karen Nascimento
Interpretação: Karen Nascimento
Violão, baixo, percussão, piano e programação: Rafael Carneiro
Atabaque: Thiago Rapadura
Backing Vocal: Rafael Carneiro
Backing Vocal: Karen Nascimento
Produzido, gravado e mixado por Rafael Carneiro no Estúdio Guella Music
Distribuição: Tratore
Ilustração: Karla Ruas
Fotografia: Izabel Novais

Letra
No teu olhar
Vejo estradas
Que eu não sei andar
Caminhos difíceis de se encontrar
Na ciranda da vida
Eu quero dançar com você
A manhã que chegou
Ouço os passarim cantar
Vou nesse voo
E peço pra Oyá
Ventos que possam
Me levar daqui
Orunmilá, Babalaô, Oxumaré, Olorum
Pai Xangô, Santos Orixás
Guardem meu amor

Acompanhe Karen Nascimento:
https://www.instagram.com/karennascimentomusica/ 
https://www.facebook.com/karennascimentomusic

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café e averso a picanha, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *