Lemori expõe o desgoverno em meio ao caos da pandemia no clipe de “Espelho do Fracasso”

A Lemori acaba de lançar o clipe de “Espelho do Fracasso”, faixa faz parte do disco “O Ódio Eleito”.  Como o próprio nome já diz, a música retrata a atual situação governamental no qual estamos submetidos; relatando um presidente radical, sem escrúpulos, homofóbico e preconceituoso, dentre tantas outras inadmissíveis atitudes; que preside para uma ‘pequena classe alta’ que apoia suas incabíveis ideias.
 
Focado nitidamente em destruir uma nação, ludibriando uma parte significativa, a priori. Alguns aproveitaram-se do atual momento para demonstrar seus reais pensamentos e opiniões, que de certa forma, não se expunham, por não saberem a quantidade dos que pensam iguais. Compactuando com o discurso de ódio emanado pelo líder que deveria prezar pelo bem comum a todos, já que de fato, essa deveria ser sua função.
 
Assista “Espelho do Fracasso”: https://www.youtube.com/watch?v=_N8bRx1Qp6M
 
A canção é uma forma de tentar expressar a indignação e sensação de impotência, e para se combater de frente a situação agravada por uma pandemia que assolou o mundo inteiro, e que mais uma vez por sua total responsabilidade, diria irresponsabilidade, o presidente se faz omisso a cuidar e providenciar uma saída para a nação.
 
Consentindo inescrupulosa e lamentavelmente, a morte de mais de meio milhão de brasileiros. Vidas que se foram… Calando histórias que poderiam ter um desfecho melhor…feliz. No entanto, a letra também dá ênfase às decisões tomadas, que trazem um preço a se pagar e que não é tarde para se redimir; fazer diferente e tentar melhorar… mudar o futuro observando os erros para que não sejam cometidos novamente. 
 
A Lemori surgiu em 2010, atuando no cenário rock and roll underground de Fortaleza- CE, e tem como seus integrantes Siroka (vocalista), Welton Lima (guitarra), Bruno Almada (guitarra), Charles Costa (baixo) e Paulo Henrique (bateria).  A banda tem como estilo o hardcore melódico de músicas agitadas com letras sobre o cotidiano dos seus integrantes. 
 
O grupo que conta com 3 discos, já passou com seu show por cidades do Ceará, Aracajú, Maceió, Recife, Belém, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Destaque para as apresentações no festival “Garage Souds”, nas edições do Ceará e Rio Grande do Norte. Além de dividir palco com artistas que são referências no gênero como CPM 22 e Dead Fish.
 
Devido ao cenário de 2020 com essa crise política e sanitária principalmente no nosso país, a banda sentiu a necessidade de se posicionar de forma mais expressiva. Após o hiato de um ano e com Siroka nos vocais, lançam o primeiro trabalho dessa formação; O single intitulado de “O ÓDIO ELEITO”, dando sequência nos meses seguintes com lançamentos de “QUEBRANDO CELAS”, “SIGA” e o “FALSO JUSTO”.
 
Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Tolstói, Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *