Libra, projeto de Zeh Monstro com vocalistas femininas, une rock e R&B noventista em “LA Queen”

Conhecido por projetos como Name The Band, Holy Tree e Borderlinerz, Zeh Monstro se reinventa como Libra. Este é um projeto solo em parcerias – todas elas com vocalistas femininas – trazendo novas sonoridades e camadas. Unindo rock e clima do R&B dos anos 90,  “LA Queen” chega às plataformas de streaming pelo selo Farrapo.

Ouça “LA Queen”:  https://smarturl.it/LibraLAQueen 

A faixa conta com vocal da versátil cantora Brenda Carsey, cuja experiência nos palcos e estúdios vai de Wiz Khalifa até Backstreet Boys. Esse é o quarto lançamento do projeto de Zeh.

Ouça “Freak Show”: https://smarturl.it/FreakShowSingle
Ouça “Flakey Town”: https://smarturl.it/LibraFlakeyTown
Assista ao clipe “Summer Night” (feat. Marnie Price): https://youtu.be/3mp93odhc4Y 

Zeh mora em Los Angeles há 6 anos, e desde então a sonoridade californiana começou a influenciar seu trabalho, seja com a Name The Band ou com artistas que acompanha, como Kate Clover. As experiências da estrada e dos palcos se tornaram uma série de duetos.

A nova faixa foi gravada, mixada e produzida por Will Golden, no SirTiger Studio. “LA Queen” está disponível em todas as plataformas de música.

Ouça “LA Queen”:  https://smarturl.it/LibraLAQueen 

Ficha técnica

Drums, Bass, Guitar, Electric Piano, Vocals: Zeh Monstro
Vocals: Brenda Carsey
Strings (Violin and Viola): Julie Pusch
Recorded at Sir Tiger Studio in Los Angeles, CA.
Produced by Will Golden and Zeh Monstro
Mastered by Mark Chalecki

Letra:

Wish I had all that free time
To squeeze you tight
And make you feel alright
Pumping blood right through my veins
A wild heart that can’t be tamed
Mos Def an LA Queen
From the Valley to my dreams
Like rain in summer time
You make me feel so fine in my mind
Join me in my day dream
Let’s change the scene, please drop that pin, I’m down
Hop on let’s go drive around
Let’s make our own love scenic route

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Tolstói, Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.