Literatura para dias corridos

Os dias corridos cada vez mais são desculpas para a pouca leitura. Embora muitos brasileiros estejam lendo muito em dispositivos eletrônicos, ainda existe uma imensa parcela que de fato esquece que as páginas de um livro são insuperáveis. Para dar um up na leitura e tornar os dias mais leves com conteúdo de qualidade, resolvi indicar 3 belos contos para ler numa sentada (no bom sentido é claro). Os temas e épocas variam, mas a estrutura curta e a linguagem acessível promete agradar.

1º A cartomante. O clássico conto machadiano. Quem não o leu não conhece Machado de Assis. Nessa narrativa o autor carioca recorre a um tema muito comum em sua literatura. Um triângulo amoroso e uma cartomante com métodos não tão convencionais. A abertura do conto assusta, pois parece ser extremamente erudita, mas engana muito bem, afinal, Machado adora enganar os leitores do começo ao fim.

2º O Gato Preto. Edgar Allan Poe brinda a todos com um conto baseado em uma lenda que corre o mundo até hoje. Gatos pretos dão azar. O enredo é bastante simples. Um homem ama animais e também as bebidas. Essa combinação nas mãos de Poe não poderia ser mais mortal.

3° Venha ver o pôr do sol. Lygia Fagundes Telles, “a dama da literatura brasileira”, constrói nesse conto uma doce história sobre o encontro entre dois jovens que não parecem estar numa relação muito saudável. Até ai nada de anormal. O único problema é que marcam um encontro num cemitério.

Ficou curioso? Boa leitura. Depois passe aqui para comentar o que achou dos contos.

Felipe Terra Escrito por:

Professor e amante da arte literária, atua na área da educação desde 2011. Viciado na música de Bach, Mozart e Chet Baker, e na literatura de Raymond Chandler, Ross Macdonald e Paul Auster. Ama escrever e acredita que poderia ler mais, porém, precisa dormir, infelizmente. Consegue passar horas jogando pôquer ou xadrez com os amigos. Degustar pizzas de queijo e bacon é um dos passatempos prediletos em horas de fome extrema.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *