Lucas Vasconcellos vai aos limites das paixões em “Eu Vou Sequestrar Você”

A intensidade de uma paixão obsessiva ganha contornos intimistas e confessionais em “Eu Vou Sequestrar Você”, novo single do cantor, compositor, produtor e multi instrumentista Lucas Vasconcellos. A faixa integra “Teoria da Terra Plena”, quarto álbum solo do artista e fruto de um período de mergulho pessoal em seu home studio na serra fluminense após longas turnês pelo país acompanhando a Legião Urbana. O disco chega às principais plataformas de streaming em abril.

Ouça “Eu Vou Sequestrar Você”: https://tratore.ffm.to/lucas-vasconcellos

“Eu Vou Sequestrar Você” é uma visão metafórica de uma obsessão. Acompanhado apenas pelos teclados e sintetizadores do Rodrigo Tavares, além de seu próprio violão, Lucas percorre a linha tênue entre a intensidade e o exagero cômico de uma paixão que extrapola sentidos, desnorteia a moral, ultrapassa limites. A composição surgiu de uma pesquisa sobre Síndrome de Estocolmo, uma condição psicológica que leva uma vítima de intimidação, abuso ou violência a desenvolver interesse por seu agressor. O ponto de partida levou a uma exploração mais ampla da paixão enquanto potencial amoroso e, ao mesmo tempo, destrutivo.

“Em alguns momentos o amor pode se apresentar tão urgente que o limite do crime até pode parecer uma linha cruzável. Mas essa é só mais uma das ilusões que a paixão causa, esse efeito super-heróico, esse flerte com os atalhos. Ao mesmo tempo sempre me tocou de um jeito romântico a história dos casais que fogem e largam tudo pra trás em nome dessa aposta que desafia toda a segurança e tradição. No amor ela serve pra que a gente se desprenda um pouco das razões e relações de causa/efeito da vida cotidiana e consiga viver experiências de ruptura e extremidade. A paixão nos permite perder a linha e nos colocar em risco numa relação. E sem isso nunca poderíamos conhecer limites e dar a sorte de nos conectarmos mais profundamente com alguém”, reflete. 

“Teoria da Terra Plena” vem para somar a uma trajetória já de destaque no cenário independente nacional. Lucas Vasconcellos fundou, nos anos 2000, a banda Binario (2000-2008), que misturava rock, eletrônico e intervenções urbanas audiovisuais e com quem lançou quatro álbuns pelo selo britânico Far Out Recordings, além de outros dois pelo selo brasileiro Bolacha Discos. De 2008 a 2016 comandou a banda Letuce ao lado da cantora e compositora Letícia Novaes (Letrux), resultando em três discos: “Plano de Fuga pra Cima dos Outros e de Mim” (2009), “Manja Perene” (2015) e “Estilhaça” (2016). 

Nessas duas décadas de música, trabalhou ao lado de artistas renomados como Dado Villa-Lobos, Rodrigo Amarante, Lucas Santtana, Marcelo Jeneci, Tiê, Alice Caymmi, entre outros, e compôs trilhas para cinema e TV, culminando no prêmio de Melhor Trilha Sonora Original no Festival de Gramado para o longa-metragem “Riscado” (2011). Mas foi ainda em 2014 que Lucas começou a lançar seus trabalhos solo. Vieram então os discos “Falo de Coração” (2014), “Adotar Cachorros” (2015) e “Silenciosamente” (2016). Dois anos depois, realizou a trilha sonora para uma performance de dança, “Utopyas to everyday life”. Por fim, em 2020, retomou seus lançamentos com o single “Abissal”. 

“Teoria da Terra Plena” revisita as experiências vividas ao longo dos últimos quatro anos, mas sem deixar de oferecer um olhar para o futuro. Seja virtualmente ou presencialmente, antigos parceiros retornaram colaborando como instrumentistas, arranjadores ou compositores (Bruno Di Lullo, Emygdio Costa, Thomas Harres, Letícia Novaes etc.); e novos colabores surgiram (Gabriel Barbosa, Felipe Duriez, Uyara Torrente e Vinicius Nisi, ambos d’A Banda Mais Bonita da Cidade, entre outros). Tudo para fazer de “Teoria da Terra Plena” um álbum plural e diverso – tanto quanto as experiências que o inspiraram. O disco será lançado em abril de 2021.

Ouça “Eu Vou Sequestrar Você”: https://tratore.ffm.to/lucas-vasconcellos

Ficha técnica:
Autor: Lucas Vasconcellos
Voz, violão: Lucas Vasconcellos
Guitarra: Felipe Duriez
Teclados e sintetizadores: Rodrigo Tavares
Produção: Lucas Vasconcellos
Mixagem e Masterização: Emygdio Costa
Designer capa: Pedro Garcia
Foto capa: Ana Alexandrino
Produção Executiva: Eveline Maria
Gerenciamento Digital: Pomar Cultural
Assessoria de imprensa: Build Up Media

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Tolstói, Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *