Mani Carneiro aborda a resiliência e a delicadeza em EP

A intimidade de isolamento, a delicadeza da beleza que resiste, o amor que sobrevive à toxicidade e a resiliência necessária para continuar são temas atuais que o cantor, compositor e violonista Mani Carneiro sintonizou nos últimos anos e se consolidam no EP  “Ouvir no Chão”. O projeto, que tem a participação especial de Alessandra Leão e François Muleka, está disponível em todas as plataformas de música digital.

Ouça o EP “Ouvir no Chão”: https://smarturl.it/OuvirNoChao

O EP é uma continuação direta de “Canções Para…”, lançado 3 anos atrás e que já apontava uma guinada sonora do artista para além da MPB que o consagrou no álbum “Ecoou” (2015) e em palcos que vão da Argentina ao Congo, passando pela França. Mesclando referências como Kraftwerk e Caymmi, Luiz Gonzaga e Damon Albarn, Björk e Gilberto Gil, Mani Carneiro propõe uma visão plural e diversa da música brasileira contemporânea. 

“O título do EP faz alusão à maneira como se ouvia música anos atrás, deitado, sentado – com o tempo dedicado à contemplação de uma obra – e também uma provocação. Questionando se será possível ouvir – ‘no chão’ – temas que são ao mesmo tempo poéticos ou reflexivos, porém com sonoridades mais inquietantes e pulsantes que o EP anterior”, analisa Mani, encerrando com um trecho de “É de couro”, faixa que abre o EP: “Trago flores e amores comigo / Sentimentos eu não guardo calado / Mesmo que eles me espanquem”.

Assista ao clipe “Qualantena”: https://youtu.be/uLS_ZUg0CNs
Assista ao clipe “Esta Flor”, com Alessandra Leão: https://youtu.be/ijKzYf97q0U

Atualmente radicado no Rio de Janeiro, o artista pernambucano trouxe grandes nomes da cena musical carioca e paulista – entre eles Marlon Sette, Rodrigo Garcia, Jam da Silva, Jorge Continentino e outros, amarrados pela masterização de Maurício Gargel e Bruno Giorgi. O EP ganhará sua finalização em um disco a ser lançado nos próximos meses. “Ouvir no Chão” está disponível nas principais plataformas de streaming.

Ouça o EP “Ouvir no Chão”: https://smarturl.it/OuvirNoChao

Ficha técnica

“É de Couro”
Produzida por Rodrigo Garcia
Voz, violões, talking drum e programações: Mani Carneiro
Zabumba, triângulos e harmônicos: Rodrigo Garcia
Coro: Lucas Fidelis, Tiago Tortora e Gabriel Silva (Dulcineia), Mani Carneiro e Rodrigo Garcia
“Qualantena”
Produzida por Mani Carneiro, com arranjos de Marlon Sette para os sopros.
Voz e violão: Mani Carneiro
Bateria e percussões: Jam da Silva
Trombone: Marlon Sette
Sax Barítono: Jorge Continentino
Trompete: Diogo Gomes
Moog, Synth e Piano Rhodes: Erick Amorim
“Feito Faca e Afeto”
Produzida por Mani Carneiro, com arranjos de Mark Lambert para os sopros
Vozes: Mani Carneiro e François Muleka
Violão, Mani Carneiro
Baixo: Pedro Dantas
Bateria: Maurício Calmon
Trompete e Flugel: Sydmar Vieira
Sax soprano e tenor: Jefferson Rodrigues
Trombone: Jorginho Neto
“Esta Flor”
Produzida por Mani Carneiro com arranjos de Alessandra Leão, Maurício Badé e Abuhl Junior para Ilús.
Vozes: Mani Carneiro e Alessandra Leão
Violão, Piano Rhodes e programação: Mani Carneiro
Ilús, Alessandra Leão, Maurício Badé e Abuhl Junior
Tuba: Reinaldo Seabra
Masterização: Maurício Gargel (“É de Couro” e “Qualantena”) e Bruno Giorgi (“Feito Faca e Afeto” e “Esta Flor”)

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Tolstói, Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *