Mempo Giardinelli, um escritor argentino que você precisa conhecer

mempo-luna-caliente
Escrito em um ritmo vertiginoso e eletrizante, Luna Caliente, de Mempo Giardinelli é leitura obrigatória para quem gosta de suspense e um excelente drama policial. Giardinelli nasceu na província argentina de Resistência, em 1947, e é sem dúvidas um dos grandes nomes da literatura latino-americana contemporânea.

Premiado em diversos países, Mempo Giardinelli dispensa comentários quando o assunto é a escrita. Sua capacidade de criar enredos densos e de crescente suspense é algo que torna suas obras, indispensáveis exemplos de como criar ficção.

Em Luna Caliente, cujo pano de fundo é a repressão ao comunismo na Argentina, conhecemos a história de Ramiro, um respeitado advogado que, depois de muito tempo morando em Paris, retorna à suas raízes, a região do Chaco Argentino, para se estabelecer profissionalmente.

Porém, durante um jantar na casa de Carmem e Braulio, um velho e beberrão médico aposentado, e antigo amigo de seu pai, Ramiro conhece a jovem e bela Araceli, filha do casal.

Esse encontro é somente o ponto de ignição para toda a trama o romance. Uma névoa diabólica e sensual parece envolver a jovem de apenas 13 anos, e que desperta em Ramiro, um homem maduro, uma estranha obsessão, que o lançará num caminho de perdição e loucura.

A narrativa caminha em crescente suspense, alimentada por cenas de sexo cru e violento, alucinações, assassinato e reviravoltas que deixam até mesmo os leitores acostumados com tramas policiais, atordoados, perdidos em um labirinto sem fim.

Por fim, não chega a ser exagero dizer que é impossível ler Luna Caliente e não se sentir sufocado pelo clima quente e sensual que parece saltar das páginas, capítulo após capítulo. Um livro de leitura alucinante e construído de maneira magistral. Certamente uma das melhoras narrativas latinas da atualidade.

Felipe Terra Escrito por:

Professor e amante da arte literária, atua na área da educação desde 2011. Viciado na música de Bach, Mozart e Chet Baker, e na literatura de Raymond Chandler, Ross Macdonald e Paul Auster. Ama escrever e acredita que poderia ler mais, porém, precisa dormir, infelizmente. Consegue passar horas jogando pôquer ou xadrez com os amigos. Degustar pizzas de queijo e bacon é um dos passatempos prediletos em horas de fome extrema.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *