Nova promessa do r&b nacional, Marcio Costta lança seu clipe de estreia “bye bye”

São Paulo, janeiro de 2021 – O cantor e compositor paulistano Marcio Costta desponta como uma nova promessa para o R&B nacional e lança “Bye Bye”, segundo single de sua carreira e o primeiro a ganhar videoclipe. A canção, que estará disponível nas plataformas digitais a partir de 27 de janeiro, fala sobre o fim de um relacionamento onde falta parceria.

“‘Bye Bye’ fala de um relacionamento abusivo. Retrata um casal onde uma das partes se doava mais, querendo aqueles momentos juntos, enquanto a outra pessoa queria estar sempre com os amigos saindo para festas e esquecendo que é necessário ter um tempo só os dois”, explica Costta.

“Não é sobre não se relacionar com os amigos ou se afastar deles, é sobre saber dosar ambas as partes e ter tempo para os amigos, mas também ter tempo para a pessoa amada. Então a parte ferida dá um basta e resolve seguir seu caminho sem o outro”.

O single é apresentado para o público 1 ano depois de sua estreia como cantor e compositor. Em janeiro de 2020, Marcio Costta lançou nas plataformas digitais a canção “Eu Quero Mais”.

O CLIPE

“Bye Bye” é o primeiro clipe da carreira de Marcio Costta. Com direção e roteiro de Erotides Nai, tem um forte apelo pop com as luzes, a coreografia e os bailarinos. Gravado em estúdio, traz como principal referência os editoriais de moda.

“Eu quis juntar duas coisas que gosto muito: música e moda. Eu acho essa junção incrível, então pensei em algo mais vintage, mas que ao mesmo tempo seja muito atual”, explica Costta. “Com muitos acessórios, looks bafos, dei uma garimpada em alguns brechós para compô-los”.

Assista “Bye Bye”: https://youtu.be/-HVQy9_ta5A

Pré-save: https://links.altafonte.com/d6xbp9x 

FICHA TÉCNICA

MÚSICA
Voz: Marcio Costta
Letra: Marcio Costta
Produtor Musical: Jhow Produz
Backing vocal: Paulo Zuckini
Mixagem: Daniel San (SXN)
Masterização: Daniel San (SXN)
Gravado no Studio Infinity

CLIPE
Roteiro: Erotides Nai
Direção: Erotides Nai
Assistente de Direção: Leonardo Trindade
Produção Executiva: Marcio Costta
Direção de Fotografia: Luís Almeida
Fotógrafos: Gislaine Miyono e Cristian Miranda
Diretor de Arte: Erotides Nai
Iluminação: Arthur Boeira
Edição e Finalização: Luís Almeida
Making of: Gislaine Miyono
Catering: Dendendo Comida Brasileira
Assistente Pessoal: Ana Paula Xongani
Beleza: Eliseu Santana
Styling Marcio Costta: Eliseu Santana
Coreografia: Bruno Barbosa
Ballet: Bruno Barbosa e Ale Maggiore
Ballet Veste: Vistage Brechó
Assistente Styling Ballet: Thiana
Filmado no Studio Coworking em São Paulo
FOTOS DE DIVULGAÇÃO AQUI
SOBRE MARCIO COSTTA
O cantor e compositor Marcio Costta se criou na Zona Leste de São Paulo. Aos 11 anos já cantava na escola e na igreja. Aos 17, era backing vocal para diversos artistas de R&B, entre eles Vanessa Jackson e o rapper Dexter. Percorreu o mesmo caminho de muitos artistas brasileiros fazendo show em bares, restaurantes, casamentos e cruzeiros na costa nacional e europeia. E em 2019 resolveu apostar na sua carreira, escrevendo as suas próprias canções. Foi assim que o seu single de estreia, “Eu Quero Mais”, veio ao mundo em janeiro de 2020. Exatamente 1 ano depois, ele lança seu segundo single e primeiro clipe: “Bye Bye”. Com influência de artistas como Whitney Houston, Mariah Carey, Ed Motta, Alicia Keys, Destiny´s Child, Joss Stone, India Arie, Elis Regina, Erykah Badu e muitos outros, Marcio Costta desponta como uma nova promessa do R&B nacional.

Facebook: https://www.facebook.com/marciocosttamc
Instagram: https://www.instagram.com/marciocosttaoficial/
TikTok: https://www.tiktok.com/@marciocostta?lang=pt-BR
Twitter: https://twitter.com/MarcioCosttamc
Soundcloud: https://soundcloud.com/marcio-costta
Youtube: https://www.youtube.com/marciocostta

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Tolstói, Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.