Novo Single – The Solitaryman Monoband

A monobanda capixaba The Solitaryman Monoband lançou neste domingo dia 07 de março o novo single “Eu que sou má companhia?”.

A música é uma prévia do novo EP que será lançado em breve.

O músico Cacá Côgo é conhecido por produzir conteúdo para internet como sessions semanais, lives, bate-papos com artistas conhecidos na cena independente, clipes, etc, tudo na base da “gambiarra”, seguindo a máxima punk: Do it yourself, seja gravando vídeos com o celular, criando e adaptando seu próprio equipamento, dentre outras coisas.

E a gravação não poderia ter sido diferente. Todo o processo experimental da gravação foi registrado em vídeo e aos poucos está sendo postado no instagram e youtube do músico.

Confira 3 vídeos que já saíram.

The Solitaryman Monoband – Bastidores gravação – Parte #01
https://www.youtube.com/watch?v=hlbwBnARhX8&t=11s
The Solitaryman Monoband – Bastidores gravação – Parte #02
https://www.youtube.com/watch?v=aJ5vJxArgcA&t=3s
The Solitaryman Monoband – Bastidores gravação – Parte #03
https://www.youtube.com/watch?v=Nh8UKZp6Ur4 

Dessa vez o The Solitaryman Monoband pra não se sentir tão solitário, convidou para a captação do áudio e produção do novo EP, o músico e produtor Alex Mesquita, mas conhecido como Japa e o músico e produtor Marcos Tadeu para a mix e master. Amigos e figuras carimbadas da cena independente capixaba.

O single “Eu que sou má companhia?” , foi disponibilizado no Band Camp (https://thesolitarymanmonoband.bandcamp.com/track/eu-que-sou-m-companhia) e tá rolando também no canal do músico no Youtube o lyric vídeo também produzido por Cacá Côgo.(https://www.youtube.com/watch?v=h94plkHY3cM ).

INSTAGRAM: https://www.instagram.com/thesolitaryman_monoband/
FACEBOOK:https://www.facebook.com/thesolitaryman.monoband
MERCH:https://doutrolado.com.br/categoria-produto/artistas-independentes/the-solitaryman-monoband/

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café e averso a picanha, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *