O Goiano Josefo lança primeiro disco, aguardado ZEFO VOL.1

Com lançamento marcado para dia 18, ZEFO VOL.1 é o primeiro disco de Josefoooooooooo, projeto do músico José Victor Rezende que, direto de seu quarto em Goiás, produziu, gravou, mixou e agora lança as 9 faixas que compõem seu aguardado full length.

Costurando referências de bandas como Boogarins e My Magical Glowing Lens e dos projetos Dezert Horse e Projeto Casulo, ZEFO VOL.1 é marcado por paisagens sonoras coloridas e densas, influenciadas pelos cinemas de Gaspar Noé e de Jodorowsky, além dos visuais criados por Gabriel Rolim. Conciso na proposta da experimentação, explora ambiências, ruídos, sobreposições e dinâmicas sonoras que hipnotizam o ouvinte, num universo psicodélico que encanta na mesma medida que desafia e diverte.

Essa expressividade e energia sonora possuem raízes no processo criativo plural de Josefo, que compartilha sobre as experiências: “Tenho músicas que nasceram de sonhos, viagens, intuição… Estou sempre mudando minha sonoridade, não é uma coisa que eu consiga colocar em uma caixa. Por todos os cantos que passo levo comigo alguma inspiração e aplico nas produções. Ser artista é uma constante construção”.

Para intensificar a experiência musical do ouvinte, as faixas do projeto se entrelaçam. “Desde a ideia principal queria um álbum que tivesse início meio e fim, para ser escutado como uma trama sendo contada devido a ligação dos fatos e, por consequência, das músicas” explica o artista.

Com  masterização de Dezert Horse (@dezerthorse) e participação do baterista Jônatas Marques (@heyyjow), ZEFO VOL.1 é um lançamento independente que chega para somar na cena alternativa brasileira e colocar Josefo no mapa dos promissores novos artistas brasileiros, com sua sonoridade singular e marcante.

Ouça Aqui: https://tratore.ffm.to/josefovol1

 

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Tolstói, Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.