Por que assistir Relatos Selvagens de Damián Szifron?

Relatos Selvagens de Damián Szifron é tão real que chega a ser cômico e até trágico.
Mostra como podemos ser violentos ao extremo e de que forma a vingança pode chegar ao ápice no momento de fúria e descontrole emocional. Relatos Selvagens foi um estouro de bilheteria: fez 3 milhões de espectadores e se tornou o longa mais visto do ano na Argentina (2014).

Com humor cheio de sacadas e versátil, é a principal característica de Relatos Selvagens, que foi escrito e dirigido por Damián Szifron. São seis histórias individuais – com plot contínuo, unindo protagonistas descontrolados, que decidem fazer justiça com as próprias mãos, sem temer a sorte.

relatos-selvagens-duofox

Um músico frustrado que reúne todos os seus inimigos em um avião; uma garçonete que tem a chance de se vingar do homem que arruinou sua família por causa de terras; uma briga de trânsito que arruína a vida dos envolvidos; um engenheiro revoltado com uma multa e a burocracia sem limites; um milionário que tenta livrar o filho da cadeia após ter atropelado uma grávida e não ter prestado socorro; e uma noiva que descobre a traição do marido em plena de festa de casamento e resolve vingar-se da maneira mais terrível possível.

São histórias simples do dia a dia, o que nos remete e envolve automaticamente as tramas. Damián Szifron mostra de forma inteligente a selvageria que guardamos dentro de si. Lembrando que este filme incrível foi produzido por Almodóvar, Assistam Relatos Selvagens e boa diversão.

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café e averso a picanha, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *