Qual o lado bom do isolamento social?

Sabemos que esse período pelo qual estamos passando não está fácil para ninguém. O mundo está apreensivo e tudo parece um mar de desesperança e medo.

O tédio num momento de isolamento como esse é algo natural. Muitos tem dificuldade de ocupar seu tempo longe do escritório e dos estudos, da correria do dia-a-dia.

Mas nós do Duofox tivemos algumas ideias e separamos umas dicas para ajudar você a não cair na monotonia e muito menos ficar angustiado com os dias que enfrentaremos nas próximas semanas.

Ficar em casa pode ser um momento muito rico em descobertas e reaproximação. Coisas que na agitação do dia não temos mais tempo para fazer, ou nos sabotamos pois precisamos correr atrás daquela conta que vai vencer ou não perder a hora de ir para faculdade.

Tudo isso atrapalha nosso processo criativo e tira de nós o desejo de fazer coisas que antes nos davam prazer. Mas é dai que surge a energia e iniciativa para a adaptação.

VAI PINTAR ALGUMA COISA CRIATURA!

Que tal abrir suas gavetas ou fuçar as mochilas das crianças ou do seu sobrinho (caso ele tenha esquecido na sua casa) e pegar os lápis de cor, giz de cera e papéis coloridos? Tintas e pinceis largados na garagem também valem.

Ache uma superfície qualquer para que você possa reativar seu lado de Salvador Dali e deixar o ambiente mais leve e alegre, cheio de cores.

Todos nós temos um artista escondido, a diferença é que alguns o despertam nos momentos de solidão e tédio!

JOGOS DE TABULEIRO AJUDAM A PASSAR O TEMPO E ATIVAR O CÉREBRO

Se você mora sozinho e nesse período de quarentena não pode ir até a casa dos parças, o vídeo-game pode ser um ótimo aliado. Um computador ou celular com qualquer joguinho já pode te ajudar.

Agora se na sua casa estão você e mais umas duas ou três pessoas, vá até o guarda-roupa, e procure em cima dele, lá, cheio de poeira, pode ser que você encontre um jogo de tabuleiro abandonado para que todo mundo se divirta junto.

Crianças e os mais velhos, por mais idosos que sejam sempre estão dispostos a vencer a mesmice e passar o tempo. Sem contar que o cérebro agradece.

ORGANIZE AS COISAS OU ESTUDE, MAS NÃO SEM MÚSICA!

Todo mundo conhece aquela pessoa que não consegue se desligar do mundo lá fora e vive pensando em trabalho e nas coisas que estão atrasando. Uma dica para quem é assim é a de organizar coisas.

Seja na casa, no computador, atualizando planilhas ou lendo os contratos. Estudar as matérias da faculdade ou colégio também entram nessa.

Mas o que pode parece ser estressante e maçante, ficará mais leve se acrescentarmos música.

Coloque no fone, ou no rádio da sala aquela sua playlist favorita e deixe ela tocando até não aguentar mais. Trabalhe em casa, Ok, mas use a música para reduzir a adrenalina e ansiedade que existe dentro de você.

VEJA FILMES E SÉRIES ATÉ CAIR NO SONO

Essa dica eu acho meio desnecessária. Digo que é quase desnecessária pois é claro que a maioria já está vendo muito filme e zerando as séries favoritas neste período de afastamento social.

Estoure pipoca e veja tudo o que não pode ver durante as semanas passadas.

Explore gêneros diferentes e que remetam a momentos de alegria, na Netflix ou Amazon tem um monte deles, aventura, comédia, romance, só não vale filmes com temática de epidemia, pois a ideia é sair um pouco desse clima, certo?

LEIA OS LIVROS QUE ESTÃO CRIANDO POEIRA NA ESTANTE

Por fim, é CLARO que não deixaríamos de fora a maior paixão do Duofox. Os livros na verdade só tem valor quando estão abertos e sendo lidos.

Escolha aquele volume grosso que vive olhando pra você mas que a coragem é tanta que um não chega perto do outro. Para ler precisamos de tempo e um lugar calmo.

Creio que muita gente tem isso em casa atualmente, principalmente o tempo.

Prepare um café gostoso ou um chocolate. Espere as crianças dormirem ou o gato parar de esfregar o rabo na sua cara feia e LEIA. Termine um livro e pegue outro. Tire literalmente o atraso literário da sua vida.

Essas foram só algumas dicas e sugestões para passarmos essas semanas de quarentena. Se lembrar de mais dicas ou se está fazendo algo diferente nesse período, conta pra gente nos comentários. Fiquem em casa e divirtam-se.

Logo tudo passará. Abraço e até a próxima.

Crédito das fotos em sequência – Marko Blazevic, Ylanite Koppens, Andrea Piacquadio, David Gomes e Alex Gállego

Felipe Terra Escrito por:

Professor e amante da arte literária, atua na área da educação desde 2011. Viciado na música de Bach, Mozart e Chet Baker, e na literatura de Raymond Chandler, Ross Macdonald e Paul Auster. Ama escrever e acredita que poderia ler mais, porém, precisa dormir, infelizmente. Consegue passar horas jogando pôquer ou xadrez com os amigos. Degustar pizzas de queijo e bacon é um dos passatempos prediletos em horas de fome extrema.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *