Soulfly lança segundo single e videoclipe para ‘Scouring The Vile”

Soulfly lança hoje o segundo single ‘Scouring The Vile’ que faz parte do novo álbum “Totem”. O 12º registro da banda está agendado para ser lançado no Brasil e na América do Sul pela parceria Shinigami Records / Nuclear Blast Records.

‘Scouring The Vile’ é uma faixa muito especial para a banda já que tem a participação de John Tardy da lendária banda OBITUARY. Assista ao track vídeo aqui:

Ouça ‘Scouring The Vile’ em todas as plataformas digitais aqui: https://bfan.link/soulfly-scouring-the-vile

Max Cavalera comentou: “Scouring The Vile é uma carta aberta que diz um grande foda-se para o câncer! As letras são enfurecidas pela perda daqueles que amamos. Foi incrível compartilhar as linhas de vocais com um velho veterano John Tardy do OBITUARY”.

PRÉ-VENDA para o álbum “Totem” aqui:

https://www.soulfly.com/totem
“Totem” estará disponível nos seguintes formatos:

CD Acrílico
Fita Cassete Azul (limitada em 300 cópias)
Caixa Longa: CD Acrílico, Adesivo e Pin
LP: Preto/Dourado
Kit: Camiseta “Totem”, CD Acrílico

Tracklist “Totem”:

Superstition
Scouring The Vile
Filth Upon Filth
Rot In Pain
The Damage Done
Totem
Ancestors
Ecstasy Of Gold
Soulfly XII
Spirit Animal

“Totem” foi gravado no Platinum Underground em Mesa Arizona por John Aquilino e Arthur Rizk com assistência de John Powers. Produzido por Max junto com Arthur Rizk (KREATOR, MUNICIPAL WASTE, CODE ORANGE) o álbum tem participações especiais de John Powers (ETERNAL CHAMPION), Chris Ulsh (POWER TRIP), e John Tardy (OBITUARY). Arthur Rizk também foi responsável por tocar a guitarra principal no álbum. A arte do álbum foi criada por James Bousema.

Formação:
Max Cavalera – vocal, guitarra
Zyon Cavalera – bateria
Mike Leon – baixo

Mais informações:
https://www.soulfly.com/

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Tolstói, Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.