# Abutres não ouvem Jazz – Ep31- Presto?

Neste 31º episódio do abutres não ouvem jazz, Tito Cepoline & Diego Fernandes dissecam os anos de estrada desta banda extremamente representativa no cenário hardcore nacional, como  o próprio nome já anuncia, do que se trata, Presto? é ultra veloz e pesado!!!

**Sobre o nome da banda – Presto? A princípio não tem significado algum, seria uma junção de letras que o Daniel (vocal) gostava de pichar. Apesar disso, a banda não escapou do imaginário da galera que desde os primórdios, sempre lançavam teorias de que Presto poderia ser uma alusão a palavra em italiano “A Presto “ que seria relacionado a rapidez, a algo breve. Ou até mesmo sobre o verbo prestar, no sentido de validar algo, visto que o debut da banda AQNP é a abreviação de “ Aquilo que Não Presta “.

** O Split de 2007 (Inferno na Terra ) gravado com o DFC, tem uma curiosidade  engraçada. A gravação original acabou deletada sem querer pela produção, e ficou perdida. A banda teve que regravar tudo numa cacetada só, portanto a gravação que saiu no disco foi desta segunda mão de tinta.

** Daniel, o vocalista e principal letrista do Presto? possui um vocal bem peculiar dentro do estilo que a banda toca. Tem como predominância o agudo melódico, ora cantado, ora gritado mas a partir do segundo disco incorporou na sua linha vocal também o gutural (tanto o agudo – rasgado – quanto o grave – gutural)

Em algumas músicas variam-se as notas, até mesmo dentro de uma mesma frase, deixando a faixa muita mais brutal e suja!

O disco Atentado Sonoro de 2004, é o que tem as músicas mais incompreensíveis a olho nu, mas se tiver munido do encarte e boa vontade você percebe o talento vocal, cantando palavra por palavra. Destacamos as músicas a seguir como exemplos disso: Delinquência, Seja Previsível, Anti Lei, Guerra Civil, Fio de Esperança, Prestes a Explodir, Rede Nacional, Cuidado com a Rota, Imagem é Tudo, Imundo, Intolerância, Seja como For, Estagnado, Faminto, Indústria da Música (Pau na sua lontra)

** Daniel também é desenhista e grafiteiro, e desenha para algumas marcas de roupas.

** Carlinhos, o guitarrista original do Presto?, apesar de não estar hoje na banda, está sempre ligado a música fazendo parte de diversos projetos com artistas diversos da cena, como João Gordo e o DFC.

** Marcelo Choukri, o baterista infernal da banda já foi chamado para compor o line up do Personal Choice (lendária banda do Nenê Altro), mas acabou não rolando.

** algumas músicas do Presto? destacadas no podcast e muitas outras que não foram mencionadas são excepcionais nas mensagens. Podemos enquadrar, mesmo que involuntariamente, ao conceito do PMA – Positive Mental Attitude –  que a galera do Bad Brains já havia pinçado do livro do Napoleon Hill que abordava o tema como uma filosofia que basicamente dizia que ter uma disposição otimista em todas as situações da vida, atrai mudanças positivas e aumenta as realizações. Isso influenciou o Bad Brains nas composições dos primeiros sons da banda.

Destaco algumas músicas do AQNP (2000) e do Ódio Puro Concentrado (2002) que são incríveis nessa combinação instrumental e letra “pra frente” !!

AQNP, Imperfeições, Para Conseguir, Sem Forças pra Lutar, Ponta de Faca, Sua Vida, Por Onde Você Andou

Auto Ajuda, Procrastinação, Potencial pra Nada, Correria, Tudo a Perder, Aos Velhos Tempos, Sincera a Mente, Progresso Acelerado, Anti-Tudo

** SPOILLER : A boa notícia é que banda tem composições novíssimas e a intenção é um lançamento em breve. Existe uma faixa nova rodando faz algum tempo pela internet. A música em questão é a FOICE 13 e tem um clipe, confira no link abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=BHNPVVP-A1

# Abutres não ouvem Jazz – Ep21 – I Shot Cyrus

 

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Tolstói, Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *