Instant Karma – Novo álbum da banda brasiliense Satanique Samba Trio

No dia 01 de Fevereiro de 2019, o Satanique Samba Trio (DF) lançou INSTANT KARMA, o primeiro álbum musical nativo do Stories (do Instagram) na história da internet. Aproveitando-se dos limites do aplicativo – em que cada postagem dura no máximo 15 segundos e fica no ar por apenas 24 horas – o quinteto (não é um trio de verdade, obviamente) apresentou ao público uma coleção de 28 peças curtíssimas feitas para existirem brevemente e sucumbirem no vácuo, uma por dia, propondo um experimento de vivência líquida dedicado à impermanência das coisas no século XXI – QUE OBVIAMENTE DEU ERRADO.

Ocorre que ALGUNS ESPERTINHOS conseguiram baixar meia dúzia de faixas do álbum e começaram a vendê-las meses depois em sites de download ilegal. ENTÃO, JÁ QUE A INCORRUPTIBILIDADE CONCEITUAL do “único álbum líquido do mundo” foi atacada e estavam fazendo dinheiro à custa de sua música, os cinco integrantes do Satanique Samba Trio, em parceria com o selo belga REBEL UP resolveram disponibilizar o conteúdo para CONSUMO PERMANENTE no Bandcamp:

São 28 bagatelas de desconstrução da MPB, cada uma representando um ritmo tradicional reconfigurado – da bossa-nova ao cavalo marinho, do samba enredo ao cacuriá, da ciranda à marchinha -100% gravadas no mesmo celular fuleiro do tempo do ronca, prontas para o seu HD.

Satanique Samba Trio é um projeto de desconstrução de ritmos tradicionalmente brasileiros criado em Brasília no ano de 2002. A banda, que começou trio, já foi sexteto, hepteto e hoje em dia é um quinteto. Tem 10 álbuns lançados, com turnês nacionais e internacionais e coleciona afeto de loucões pelo mundo e desafetos de pessoas que não entendem bem o que acontece nos palcos onde a banda se apresenta.

 

 

 

 

 

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café e averso a picanha, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *