O melhor da verdurada de 01/02/2015

A Verdurada é um festival SxE tradicional em São Paulo, realizado desde 1996 no esquema DIY. Ontem, conferimos mais uma edição deste festival, que acompanhamos desde 2002.
Apesar do espaço ser pequeno em relação as outras edições, no geral foi um bom festival, com as típicas banquinhas com material independente, alimentação e água (Incrível!!! Garrafa de água R$1,00, só na Verdurada) a preço de custo. Muitos fanzines gratuitos, sobre veganismo, anarquismo e temáticas relacionadas ao social, graças ao Hello Bastards.

A tarde inicia com XescuroX, com seu Punk/HC sujo destruindo tudo, apesar de problemas técnicos com microfone, a banda mostrou que com os anos de experiência dos integrantes, conseguem contornar com maestria as situações adversas como falha nos equipamentos.
XescuroX-duofox

Em seguida o pós-punk do Cadáver em transe, banda incrível que acabou sendo prejudicada por problemas no equipamento, formada por integrantes do Rakta e Gattopardo, conseguiram levar o show, mesmo com os problemas técnicos.

cadavereemtranse-duofox

Na sequência O Inimigo com aquele som característico Washington DC anos 80, numa levada Embrace, Dag Nasty e Rites of Spring, excepcional. Todos cantando juntos, stage divings e moshs, aquele lance bonito que só o HC tem, dispensa comentários.

oinimigo-duofox

Hello Bastards, além de trazer muito material independente na faixa, fizeram um show incrível, uma apresentação intensa, com paredão do pogo fervendo e canções extremamente velozes. Show de primeira!!!

hello-bastards-duofox


Coke Bust foi invejável, presença de palco mágica, com som redondo, fechou a noite com chave de ouro. Apesar desta Verdurada ter sido muito legal, teve algumas limitações e problemas (falta de espaço, falhas no equipamento de som e discotecagem que não condizia com a sonoridade do festival), vale lembrar o quanto é difícil agradar a todos, em um “festival que era mais fechado e agora está mais aberto”, ressaltando um comentário que ouvimos no festival, de algumas pessoas que não conhecíamos. Aguardamos ansiosos a próxima e mais uma vez agradecemos ao Coletivo Verdurada por organizar um dos eventos de extrema importância e urgência para o estado SP.

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café e averso a picanha, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *