O segredo dos seus olhos – um filme de Juan José Campanella

segredo-dos-seus-olhos-esposito

O segredo dos seus olhos, dirigido pelo argentino Juan José Campanella, é uma produção argentina, que chama atenção não só por ser extremamente sofisticada, mas por possuir um roteiro repleto de arcos dramáticos e reviravoltas na vida dos personagens.

De início, a sensação é de que, “lá vem mais um daqueles filmes policiais com a fórmula batida”, mas ao decorrer da trama, é possível identificar que é bem mais do que isso. O filme conta sobre um estupro seguido de assassinato da bela e jovem Liliana Colotto. Benjamín Espósito servidor público do Fórum Criminal de Buenos Aires, fica incumbido de investigar o caso.

Além de Espósito, há mais 2 personagens de destaque, seu amigo e assistente Pablo Sandoval e Irene Me­néndez Hastings, nova secretária do juízo. Ambos desenvolvem papeis importantes na trama.

Espósito encontra-se totalmente envolvido no caso, chegou a conhecer o bancário Ricardo Morales, com quem Liliana era casada e dividia uma vida feliz. Ricardo, que clamava por justiça, não tinha ideia de como poderia começar esta investigação. Neste meio tempo Espósito perdidamente apaixonado por Irene, não sabe como proceder. Os dois são de classes sociais e vidas diferentes.

Mas as pistas para que se encontrasse o assassino, estavam nas fotos de Liliana, onde o assassino sempre a encarava, em todas as fotos, como se buscasse um objeto extremamente valioso. Isidoro Gómez, antigo namorado de Liliana, era o suspeito que deixara de ser acima de qualquer suspeita, pela simples falta de controle emocional ao ser interrogado por Irene.

Nesta confusão de sentimentos, de angustias, dores e corrupção. Espósito sente a amargura do medo de amar, da incerteza, da esperança, de nada disto concretizar-se. Deixando lacunas na vida de ambos, pois Irene também espera, mesmo possuindo um noivo, que Espósito se declare.

Em resumo, grande filme, com fotografia e trilha sonora de bom gosto, bom roteiro, não deixem de assistir  O segredo dos seus olhos. Fica a dica!!!

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Tolstói, Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *