Rock alternativo para cantar junto em álbum debut de Henrique Frederico

A passagem do tempo, a fuga e a reflexão sobre a sociedade são os temas-guias do álbum de estreia de Henrique Frederico (MG), “Lavanda”. A maioria das oito canções do disco nasceram do repertório dos shows com a banda que acompanha o músico mineiro, que se dedica ao projeto solo desde 2015. Com influências diversas entre o punk, o indie, o pop e a música independente brasileira, o cantor apresenta um rock alternativo com letras intensas, que falam do cotidiano de forma política. O álbum já se encontra disponível nos streamings.

“‘Lavanda’ fala sobre o valor do presente, o valor do agora. O título foi pensado inicialmente como um nome marcante, de fácil identidade. Lavanda funciona como uma metáfora: A flor no instante em que exala o seu mais intenso perfume sem nenhuma consciência que esse momento logo cessará. O presente é breve, o presente é único”, poetisa Henrique Frederico, cantor e compositor.

O álbum “Lavanda” marca um crescimento de Henrique Frederico em sua carreira, iniciada com os singles “Do Aquário” (2018), “Criativa” (2019), “Memento” (2019) e “Bem Melhor” (2020), que também virou clipe.

“De forma geral, o trabalho aborda um amadurecimento, seja em minha concepção como humano, seja como artista. A maior motivação/desafio foi o encontro de minha própria identidade. Também é importante  ressaltar a imensa insatisfação para com os tempos que são cada vez mais sombrios.”, explica Henrique.

As canções trazem como influência o rock alternativo, mas também passam pelo post punk, o indie e o pop. Entre as inspirações de Henrique Frederico para o álbum “Lavanda”, estão The Clash, Wire, Cólera, Sonic Youth, Elliott Smith, PJ Harvey, Spoon, Brooke Bentham, Destroyer, Patti Smith, Frank Ocean, Hand Habits, Harry Styles, Jair Naves, Lucas Santtana, Duca Leindecker e Wry.

Participaram do álbum “Lavanda” os músicos Henrique Frederico (voz, guitarra e violão), Junior (bateria e efeitos), Chico Ferreira (guitarra) e Vinícius Faria (baixo). Também participaram André Aranha (sintetizadores, nas faixas 1 e 5; guitarra na faixa 2; baixo nas faixas 1 e 4; e violão na faixa 1), Deilson Borges (baixo, na faixa 2), Helen Carvalho (violinos, nas faixas 5 e 8). 

A engenharia de som ficou por conta de André Aranha (faixas 1, 2, 4, 5 e 6), Samuel Mourão (faixas 3, 4 e 8) e Junior (faixa 7). Enquanto a mixagem foi compartilhada entre André Aranha (todas as faixas exceto a 7) e Junior. A masterização também é de André Aranha, com produção de Henrique Frederico, também responsável por todas as letras. A capa do disco “Lavanda” é de autoria de Walmir Dias. 

Ouça Lavanda nos streamings: https://album.link/br/i/1560834234

Acompanhe Henrique Frederico nas redes

Facebook: https://www.facebook.com/henriquefredericooficial
Instagram: https://www.instagram.com/henriquefredericooficial/
Twitter: https://twitter.com/henriquefrede
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCsFBltCIy7zkgocH8ZluzKA

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café e averso a picanha, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *