Filipe S. sonha com Legião e acorda com A-ha

O paraense Filipe S. lançou seu primeiro single Dessas Coisas que O Tempo Fala em julho deste ano, e agora ele volta com sua segunda gravação, Ninguém a Tem, um pop rock com influências que vão de Legião Urbana a Ricthie e A-ha.

Ninguém a Tem descreve o espectro de uma figura feminina que tudo sabe e tudo domina, superior inclusive às forças da natureza e ao “menino sem noção” que canta. A música foi composta a partir de um sonho, onde Filipe a ouvia sendo cantada pela Legião Urbana, com um arranjo bem soturno, ao estilo pós-punk. Ao acordar, com a ideia na cabeça, Filipe escreveu Ninguém a Tem, mas logo viu que apesar do sonho ter sido com Renato Russo e companhia, a música tinha mais cara de Menina Veneno e Take On Me do que de A Canção do Senhor da Guerra.

Mais por necessidade e vontade de fazer do que por proposta artística, Filipe S. assina todo o processo de composição, gravação, mixagem, masterização e capa do single, tendo ajuda de um amigo na bateria da faixa, que foi produzida na casa do compositor em Belém, entre julho e setembro deste ano.

Enquanto divulga Ninguém a Tem Filipe S. já planeja um outro single para o fim do ano. Além das plataformas digitais de música, você pode encontrá-lo no Instagram e Facebook, ambos @oficialfilipes.

Links para audição   SPOTIFY   DEEZER   APPLE MUSIC   YOUTUBE   YOUTUBE MUSIC    

Diego Fernandes Escrito por:

Bebedor desenfreado de café e averso a picanha, Diego é desenvolvedor front-end e professor. É o fundador do Duofox. Na literatura não vive sem os russos Dostoiévski e Anton Tchekhov e consegue "perder" tempo com autores da terra do Tio Sam, Raymond Chandler e Melville. Acredita que a arte de maneira geral é a única forma de manter o ser humano pelo menos acordado, longe do limbo que pode levar a humanidade à Encruzilhada das Almas.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *