10 livros para ler em 2021

Hoje vamos de indicações para suas leituras. Ao longo dos últimos dois anos acumulei algumas leituras muito boas, mas nem todas geraram artigos aqui para o Duofox. Então resolvi deixar uma listinha bem massa com 10 livros que você precisa ler.

Ao final de algumas indicações vou deixar links para mais artigos e podcasts para aprofundamento das leituras.

1. BUFO & SPALLANZANI. RUBEM FONSECA.

Esse autor é o meu favorito em solo brasileiro.

De uma agilidade absurda, Rubem Fonseca traz nesse romance policial diversas críticas direcionadas à alta classe carioca, ao processo de escrita e principalmente ao sistema policial corrupto brasileiro.

Um crime aparentemente passional acontece e uma figura ilustre do cenário carioca se torna o principal suspeito.

Numa teia de suspeitas e enganações, um escritor e um inspetor de polícia vão usar toda a inteligência para desvendar quem deu fim a vida de Delfina Delamare. Esse livro eu li umas três vezes.

# Abutres não ouvem Jazz – Ep33 – Rubem Fonseca & Luiz Alfredo Garcia-Roza

Amálgama – Rubem Fonseca

2. A SANGUE FRIO. TRUMAN CAPOTE.

De autores americanos o repertório está cheio. O exemplar é um dos poucos do gênero jornalismo literário, já falamos sobre ele em um episódio do nosso podcast, que li e realmente me deixou de cara.

Nesse livro, em forma de documentário romanceado, Truman Capote faz um trabalho maravilhoso de investigação e narrativa.

Reconstroi os passos de dois criminosos que dão fim à vida de uma família muito querida de uma cidadezinha interiorana no Kansas.

Os detalhes do crime, o modo como a polícia começa a perseguir os criminosos, a maneira como a comunidade encara tudo são alguns dos ingredientes que Capote coloca nesse grande livro, que conta ainda, como grandes passagens que nos deixam intrigado. Esse vale uma releitura para que já leu.

# Abutres não ouvem Jazz – Ep.26 – True Crime

3. A FILHA PERDIDA. ELENA FERRANTE.

Esse livro foi um achado. Em busca de autoras para ler, encontrei por acaso num sebo pouco antes de estourar a pandemia.

A italiana Elena Ferrante, autora enigmática (experimente buscar informações sobre ela no google) apresenta nesse romance curto e sentimental, a visão feminina de Leda, uma mãe que já deixou suas filhas partirem para seus destinos e vive só, viajando e conhecendo lugares novos.

Numa de suas viagens, se vê obcecada por uma família de napolitanos que se comportam de um jeito bastante peculiar.

A medida que seu relacionamento com os novos “amigos” cresce, ela vai se identificando e revelando todas as angústias de uma mãe e esposa ferida, o que culmina num final surpreendente.

4. UM RETRATO FATAL. ROSS MACDONALD.

Excelente indicação para os amantes de narrativas policiais.

Nesse livro do americano Ross Macdonald, que na opinião de diversos críticos e da minha, mero professor de literatura, é o que chega mais perto do mestre Raymond Chandler.

O mote desse livro detetivesco noir é simples e quase clichê, mas o desfecho surpreende.

Lew Archer, um detetive no auge de sua maturidade é contratado por um milionário para resolver o mistério de um suposto roubo de obra de arte.

Eu disse que era clichê, mas tente ler as 5 primeiras páginas e depois conversamos. Você pode saber um pouco mais sobre o romance policial e Raymond Chandler aqui mesmo no Duofox.

# Abutres não ouvem Jazz – EP24 – Literatura policial – Por que ler, Agatha Christie, Conan Doyle e Raymond Chandler??

 

5. CONTOS REUNIDOS volume 1. ERNEST HEMINGWAY.

Para quem não tem muito tempo ou até mesmo saco para ler um romance (OK isso não deveria ser desculpa para não ler algo mais longo) indico aqui o volume 3 de contos do americano Hemingway.

Com um estilo curto e direto, seus contos ajudam a entrar no universo de um dos autores mais aclamados do mundo. São contos sobre amizade, amor, tristeza e sobre a brevidade da vida. Temas super atuais.

Uma vastidão de leitores considera Ernest Hemingway melhor contista do que romancista. acredito que esse tenha sido um dos melhores livros de contos que já li até hoje de um autor americano.

Para você mergulhar ainda mais na obra de Hemingway, que tal explorar mais ouvindo e lendo sobre ele?

Ernest Hemingway e a elevação do conto moderno

Ernest Hemingway – Crueldade e desesperança em prosa

# Abutres não ouvem ouvem jazz – EP20 – A arte narrativa de Hemingway e Melville

 

6. TIMBUKTU. PAUL AUSTER.

Esse livro é um romance em forma de fábula. Eu não vou rasgar seda para Paul Auster pois quem acompanha meus posts aqui sabe que ele é o meu autor favorito da modernidade.

Timbuktu é simplesmente a melhor história envolvendo animais que já me caiu nas mãos.

Para começar vamos acompanhando a vida miserável e a derrocada de Willy um louco e alcoólatra que perambula pelas ruas em busca de algo maior.

Ao seu lado, seu cão, que Auster torna praticamente humano ao narrar a história sob o ponto de vista canino.

O resultado é um livro sentimental, engraçado e principalmente um romance de redenção. Que fim poderá ter um cão andarilho sozinho numa cidade grande? Por que não entendemos o olhar dos cães?

Tem mais outros livros do Paul que não podem ficar de fora da sua lista para 2021. Dá uma olhada!

Paul Auster – No país das últimas coisas, o leitor num abismo sem volta

A literatura polifônica e intrigante de Paul Auster

7. BANANEIRA NÃO DÁ PERA. ACEDRIANA VICENTE VOGEL.

Um livro de crônicas para professores e pais. E por que não para todos?

Através do olhar da educadora Acedriana Vogel podemos entender a importância de diversos aspectos sociais, morais e até financeiros na educação de crianças.

Pode parecer estranho e muito específico, mas o livro tem várias crônicas que servem de reflexão para qualquer situação cotidiana.

Um livro excelente para quem quer saber mais sobre história do Brasil.

8. HISTÓRIAS DA GENTE BRASILEIRA vol I. MARY DEL PRIORE.

Um baita livro sobre história do Brasil. Obrigatório a todos que querem conhecer mais sobre nossa história, nossos horrores e as dificuldades que nossos antepassados enfrentaram para construir nossa nação.

Com uma linguagem simples e em forma de aulas curtas, a autora explora com detalhes (nada maçantes) diversos pontos da história, como feminismo nacional, racismo, abusos de poder, política e inúmeras curiosidades absurdas que os livros e professores de história quase nunca nos contam na escola. São 3 volumes, Brasil Colônia, Império e República.

9. ELA E OUTRAS MULHERES. RUBEM FONSECA.

Aqui é jogo rápido. Rubem Fonseca aparece de novo na lista de top 10 pois nos contos ele destroi.

Esse volume reúne 21 contos. Todos com nome de mulheres e cada um apontando um drama envolvendo o universo feminino.

Acho difícil apontar um conto excepcional, mesmo por que gostei de todos. Destaco aqui os contos Alice, Diana e Raimundinha.

10. UM DIA NA VIDA DE IVAN DENISOVITCH. ALEXANDRE SOLJENÍTSIN.

Dessa lista, esse é o livro que faz mais tempo que li. Fiz uma baita resenha dele. Está aqui no Duofox e o link segue ao final desse post.

O livro conta exatamente um dia na vida de um prisioneiro num campo de trabalhos forçados.

Detalha a rotina, as relações de amizade e de interesse entre os prisioneiros e de maneira fantástica as angústias e absurdos do sistema prisional soviético.

Para quem pensa que um livro assim é cansativo ou dispensável está enganado. A narrativa leve de Soljenítsin nos faz esquecer que estamos diante da escrita de um dos maiores escritores russos do século XX.

Ivan Denísovitch, um retrato triste e profundo da crueldade humana

 

Felipe Terra Escrito por:

Professor e amante da arte literária, atua na área da educação desde 2011. Viciado na música de Bach, Mozart e Chet Baker, e na literatura de Raymond Chandler, Ross Macdonald e Paul Auster. Ama escrever e acredita que poderia ler mais, porém, precisa dormir, infelizmente. Consegue passar horas jogando pôquer ou xadrez com os amigos. Degustar pizzas de queijo e bacon é um dos passatempos prediletos em horas de fome extrema.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *